Bruno Fernandes aproveitou a conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Marselha para falar do regresso de Bas Dost ao clube e da sensação de reentrar na Academia de Alcochete.

Já sabia antes que o Bas Dost ia voltar porque fui sempre falando com ele. Fui mantendo o contacto, tentando saber o feedback da parte dele. A segurança dele e da família, assim como para mim, era um ponto muito importante e fui-lhe transmitindo o que o presidente Sousa Cintra me ia transmitindo”, contou.

O jogador, eleito o melhor da Liga Nos na época passada, pertence ao grupo que rescindiu contrato unilateralmente com o clube de Alvalade na sequência dos ataques à academia, pelo que também comentou o seu regresso ao local das agressões.

São coisas que deixam marcas, o nervosismo de entrar aqui era grande, mas estão a acontecer mudanças muito grandes que tiveram um impacto muito forte, positivo tanto para mim como para o Bas Dost. Acordámos entrar os dois juntos no balneário, para termos o apoio um do outro”

Agora o internacional diz que a equipa está ansiosa “por jogar em Alvalade, principalmente os jogadores novos” e que quer “aumentar” a meta dos 16 golos que atingiu na época passada.

O médio do Sporting deixou uma promessa aos adeptos: “A única garantia que dou é que vamos dar tudo pelo Sporting, dar tudo em campo”.

A mudança do extremo Gelson Martins para o Atlético de Madrid também mereceu um comentário de Bruno Fernandes que disse falar “diariamente” com o jogador. “É um amigo, era a pessoa com quem era mais ligado aqui dentro. Deu um grande salto na carreira. Continuarei a manter a forte amizade. Espero que seja feita a melhor coisa para ambas as partes, que possam chegar a um acordo”, desabafou.