INEM

INEM prevê renovar até 2021 frota de ambulâncias em Postos de Emergência Médica

O INEM prevê renovar até 2021 a frota de ambulâncias em Postos de Emergência Médica (PEM), ao ritmo de 75 veículos por ano.

NUNO VEIGA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) prevê renovar até 2021 a frota de ambulâncias em Postos de Emergência Médica (PEM), ao ritmo de 75 veículos por ano, anunciou este domingo aquela entidade.

“O plano do INEM para a renovação desta frota de Ambulâncias prevê que se proceda à substituição de 75 viaturas em cada ano entre 2018 e 2021, altura em que a frota de ambulâncias se encontrará totalmente renovada”, refere o INEM num comunicado, recordando que, no ano passado, “procedeu já à renovação de 41 Ambulâncias de Socorro sediadas em PEM”.

Os PEM funcionam em corporações de bombeiros ou delegações da Cruz Vermelha Portuguesa que têm protocolo com o INEM, “para dar resposta a emergências médicas pré-hospitalares”. Para isso, os PEM “dispõem de uma ambulância de socorro do Instituto, disponível 24 horas por dia para atender aos pedidos de ajuda de quem liga o 112”.

O INEM assina na segunda-feira 75 protocolos com corporações de bombeiros de todo o país para a aquisição de 75 ambulâncias, num “investimento de “3,7 milhões de euros, destinados a subsidiar integralmente a compra”, com o objetivo “de melhorar a capacidade de resposta do Sistema Integrado de Emergência Médica”.

A assinatura destes protocolos “marca também uma nova forma de aquisição das ambulâncias: ao invés de ser o Instituto a comprá-la, é adquirida diretamente pela corporação de bombeiros”.

“O INEM pagará uma verba de 50 mil euros para a aquisição, manutenção e seguro da ambulância. E, a partir do primeiro ano de vida, irá igualmente subsidiar a corporação de bombeiros nas despesas com manutenção, reparações e seguro”, lê-se no comunicado hoje divulgado.

Atualmente, o INEM tem 326 ambulâncias a funcionar em PEM, “apresentando parte da frota necessidade de renovação”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Saúde

A necessidade da informação na Saúde Mental

Miguel Mealha Estrada
585

Existem mitos que podem ser fatais: “quem se quer matar não avisa”. A verdade é que 80% dos jovens avisam que se vão suicidar, sendo que esses avisos não devem ser ignorados, antes levados bem a sério

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)