Ténis

Árbitros de ténis admitem boicote a Serena Williams depois da polémica com Carlos Ramos

2.134

Jornal britânico The Times avança que árbitros de ténis admitem boicotar jogos de Serena Williams enquanto a tenista não pedir desculpa ao árbitro Carlos Ramos pelos insultos no US Open.

Getty Images

Os árbitros de ténis admitem avançar para um boicote a Serena Williams. De acordo com o jornal britânico The Times, a medida surge em protesto pela forma como a tenista norte-americana se dirigiu ao árbitro português Carlos Ramos na final do US Open, que acabou com a vitória da japonesa Naomi Osaka.

Ainda segundo a publicação, os árbitros estariam já descontentes com a forma como o Grand Slam foi organizado e o episódio do passado sábado terá sido a gota de água — sobretudo depois de terem vindo a público as posições da Associação de Ténis Feminino (WTA) e da Associação de Ténis Norte-Americana (USTA), que apoiaram Serena Williams.

Está a crescer, junto dos árbitros, a ideia de que “não são apoiados” pela Associação de Ténis Norte-Americana em vários momentos e que Carlos Ramos “foi lançado aos lobos por ter apenas feito o seu trabalho, não estando disposto a ser rebaixado por isso”.

Os árbitros estarão, neste momento, a estudar a melhor forma de ação para fazerem o que consideram ser a defesa da sua profissão. A medida que tem ganho mais peso é mesmo a recusa em arbitrar jogos de Serena Williams enquanto a tenista não se desculpar por ter chamado “mentiroso” e “ladrão” ao árbitro português.

A polémica rebentou quando Williams foi advertida por Carlos Ramos por ter recebido indicações do treinador, que estava na bancada. A tenista ficou furiosa pela penalidade, partiu a raquete (recebendo outra advertência) e, por fim, avançou para o árbitro de dedo no ar. “Está a atacar o meu caráter”, “é um mentiroso”, “peça desculpa”, “como se atreve a insinuar que eu estava a fazer batota?”, “roubou-me um ponto, é um ladrão“, foram algumas das frases ditas pela veterana tenista ao árbitro português. A linguagem utilizada valeu-lhe a terceira advertência e consequente jogo de penalidade e derrota na final.

Entretanto a Federação Internacional de Ténis (ITF) veio a público defender Carlos Ramos. Em comunicado, destacou o trajeto e a correta atuação do árbitro português, face à atitude da tenista, na final que veio a perder para a japonesa Naomi Osaka. “Carlos Ramos é um dos árbitros mais experientes e respeitados no ténis. As decisões (…) estavam de acordo com as regras pertinentes e foram reafirmadas com a decisão da organização do US Open em multar Serena Williams pelas três ofensas que fez”, refere o comunicado.

De acordo com a ITF, “é compreensível que este incidente grave e lamentável deva provocar um debate”. “Ao mesmo tempo, é importante recordar que o senhor Ramos assumiu as suas funções como funcionário de acordo com o regulamento correspondente e atuou sempre com profissionalismo e integridade”, reforçou a ITF.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)