Habitualmente, o aniversariante recebe prendas em vez de as oferecer, mas os 15 anos da Seat Portugal foram desta vez comemorados de forma diferente. Para começar, a marca espanhola desafiou Vhils, o artista português especialista em arte urbana, para criar uma peça única, inspirada no SUV Arona, peça essa que depois de ser revelada na festa de aniversário da marca passará a estar exposta no Museu de Arte Urbana e Contemporânea de Cascais (MARCC), ainda em fase de construção.

Vhils, o nome artístico de Alexandre Farto, é conhecido pelas suas técnicas pioneiras, em que a explosão, a perfuração e a destruição são utilizadas para criar peças tão deslumbrantes quanto inovadoras. Para esta peça, o artista construiu um molde a partir de um Seat Arona normal, que depois encheu de cimento, o que atirou o peso para qualquer coisa em redor das 15 toneladas.

Foi depois de ter à sua disposição um bloco de cimento em forma de automóvel, que se iniciou verdadeiramente o trabalho do artista. Vhils tentou “eternizar o automóvel enquanto objecto com as suas linhas de design intemporais”. Segundo ele, o objectivo foi “fazer uma peça que reflectisse o ciclo de influência recíproca que existe entre a cidade e os seus habitantes, numa altura em que a maioria da população global vive em centros urbanos”, com a peça a desenvolver “esta ligação entre os vários elementos através de uma transfiguração entre carro, espaço urbano e também a parte de um rosto humano, evidenciando a importância do olhar”.

Carlos Carreiras, Vhils, Teresa Lameiras e Rodolfo Florit

Se Vhils espera que a peça “possa ser redescoberta daqui a 100 anos, quase como um fóssil”, o presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, disse desejar que os portugueses possam admirá-la dentro de pouco tempo – esta e outras obras, no MARCC, que o autarca pretende inaugurar em breve.

Esta não é a primeira vez que Cascais, Seat e Vhils se juntam para fazer arte em conjunto, uma vez que há três anos a vila foi homenageada “com uma escultura que imortaliza a figura do pescador”, exposta junto ao local onde vai nascer o MARCC, conforme recorda a directora de Marketing da marca espanhola, Teresa Lameiras.

A oferta da imponente obra criada por Vhils acontece numa altura em que a Seat atravessa um momento particularmente feliz, com o seu director-geral para o nosso país, Rodolfo Florit, a realçar que não só a Seat atravessa “a maior ofensiva de produto”, como “está no top 10 das marcas mais vendidas em Portugal e é também das que mais cresce, com um incremento acumulado de 24%”.