Foi um fim-de-semana sem tiroteios na cidade de Nova Iorque. A frase pode parecer estranha, a começar uma notícia, mas será, afinal, um “feito extraordinário”, como classificam as autoridades. Nova Iorque é uma das maiores cidades norte-americanas, onde vivem aproximadamente 8,6 milhões de pessoas. Há 25 anos que não passavam três dias seguidos sem registo de tiroteios, de acordo com os dados apurados pelo departamento de polícia da cidade.

É preciso recuar até 1993 para encontrar outro período semelhante, isento de tiroteios e de homicídios. As tréguas de agora começaram após uma ocorrência registada em Brooklyn, na passada quinta-feira, e só foram quebradas esta segunda-feira, quando uma pessoa foi alvejada no Bronx, segundo a fonte do Daily News.

Esta foi a primeira vez que houve um fim de semana sem tiroteios, em décadas, e isto é algo de que os nova-iorquinos se podem orgulhar”, disse James O’Neill, chefe do departamento da polícia, em declarações à SkyNews.

Também Bill de Blasio, presidente da câmara de Nova Iorque, declarou que “numa cidade com 8,6 milhões de habitantes, não ter havido tiroteios durante 3 dias” foi  um “evento extraordinário”, durante a cerimónia de finalistas da escola de polícia.

Importa referir que desde o início do ano e até ao dia 7 de outubro foram registados 600 tiroteios na cidade, de acordo com os dados da polícia, embora se tenha registado uma descida de 2%, em relação ao período homólogo de 2017.

Nas redes sociais, o chefe do departamento da NYPD, Rodney Harrison, atribuiu os bons resultados do fim-de-semana ao trabalho da polícia nova-iorquina.