Pelo menos 22 pessoas morreram e mais de 170 ficaram feridas devido ao descarrilamento de um comboio, próximo da capital de Taiwan, no distrito de Yilan, no nordeste da ilha, noticia a AFP. A maior parte dos mortos encontrava-se na primeira carruagem que capotou, segundo a AP.

O comboio Puyuma Expresso 6432, que efetuava a ligação entre Shulin e Taitung, com 366 passageiros, descarrilou pelas 16h50 locais (9h50 em Lisboa), desconhecendo-se as causas do acidente. Esta é uma rota usada, frequentemente, por turistas.

Depois do descarrilamento, as carruagens tombaram aprisionando alguns dos viajantes. Alguns dos viajantes partiram os vidros para tentarem sair das composições e foram ajudados pelas pessoas que se encontravam no local. Os trabalhos de desencarceramento dos ocupantes foi dificultado pelo cair da noite.

Os feridos foram transportados para vários hospitais, segundo o Serviço nacional de Bombeiros, enquanto prosseguem as operações de salvamento.

Está a decorrer uma investigação para determinar as causas do acidente, informou Taiwan Railways Administration. “O comboio estava em muito boas condições”, disse Lu Chieh-Shen, chefe adjunto da agência do Ministério dos Transportes, em conferência de imprensa. O comboio tinha seis anos e tinha feito uma inspeção e manutenção em 2017.

Atualizado às 15h40