Rádio Observador

Lexus

A sério? Lexus apresenta carro inspirado em… vinho

Não havia necessidade: a marca de luxo do Grupo Toyota ousou arriscar uma perigosa combinação. Daquelas que ninguém recomenda, porque misturar o consumo de álcool com a condução não dá bom resultado.

Uma coisa é ser irreverente, outra é ser imprudente. E o mais recente projecto apresentado pela Lexus consegue reunir a qualidade e o defeito num carro que está longe de ser… sóbrio. Isto porque a marca de luxo da Toyota apresentou um ES 350 F Sport inspirado no universo vínico. O embriagante projecto foi revelado no SEMA, em Las Vegas, com o intuito de cativar a atenção do público. Que tipo de público é outra questão, pois até o (bom) senso comum está longe de recomendar a associação de álcool à condução…

Provando que a criatividade desafia limites – mesmo os impostos legalmente, sob a forma de taxa de alcoolemia – o construtor nipónico preparou um cocktail inédito: um sedan com uma série de modificações pensadas para os amantes do vinho. Neste protótipo a bebida está por todo o lado, do bordado nos encostos de cabeça nos bancos dianteiros ao porta-bagagens, que se transformou num porta-garrafas! Mas com o maior dos requintes: lá atrás, abrindo a tampa da mala, descobre-se uma “cave de vinhos” construída em carvalho, com lugar para sete garrafas, que são mantidas a uma temperatura constante e controlada. Resta saber se com o andamento do veículo – e os prováveis solavancos – se mantém a qualidade do néctar…

No interior prossegue o estilo ébrio, sendo vários os apontamentos no habitáculo que remetem para a “fonte” de inspiração deste projecto. A cortiça deixa de servir apenas para fazer rolhas e ganha aqui uma utilização decorativa, em harmonia aliás com a cor escolhida para a carroçaria: Signature Metallic Red – um vermelho tipo tinto.

Em termos mecânicos, nada a apontar. O ES com acabamento F Sport monta um V6 atmosférico de 3,5 litros e 302 cv de potência, acoplado a uma caixa automática de oito velocidades.

Esta “pérola” da Lexus não passa de um exercício de estilo, o que pode explicar o facto de não integrar um alcoolímetro, que impedisse o arranque em caso de embriaguez. Mas não havia necessidade.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: scarvalho@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)