Salão de Los Angeles

R1T. Esta pick-up eléctrica vai longe (e depressa)

Pouco antes da abertura de portas do Salão de Los Angeles à imprensa, a Rivian promoveu um evento para apresentar a sua pick-up eléctrica. E promete: 640 km de autonomia e 0 a 100 km/h em 3 segundos.

A jogar em casa, a norte-americana Rivian acaba de promover um evento à margem do Salão de Los Angeles, que amanhã abre exclusivamente aos jornalistas, para dar a conhecer um dos seus modelos mais promissores e o primeiro a avançar para a produção. Trata-se de uma pick-up – um dos modelos mais apreciados pelos condutores dos EUA –, denominada R1T e que tem a particularidade de adoptar um design vanguardista e uma motorização eléctrica.

O modelo será introduzido no mercado no final de 2020, apresentando-se com diferentes versões. A mais completa monta quatro motores eléctricos (um por roda) que, no conjunto, debitam uma potência de 710 cv, devidamente alimentada por um pack de baterias de 180 kWh. O facto de acusar 2.670 kg quando colocada sobre a balança não impede a R1T de prometer rapidez na aceleração (0-100 km/h em 3 segundos), com a Rivian a anunciar uma autonomia de 640 km – um valor muito respeitável, sobretudo se considerarmos que as estimativas foram efectuadas para o ciclo norte-americano de homologação (EPA), ainda mais próximo da realidade que o ‘nosso’ WLTP.

Limitada a 200 km/h de velocidade máxima, a pick-up será ainda proposta com baterias de 105 kWh e 135 kWh. Mas, nesse caso, o alcance cai para valores em torno dos 370 e 480 km, respectivamente.

Esteticamente, o modelo exibe a convencional silhueta de uma pick-up, mas depois refresca-a com um design entre o minimalista e o futurista, com a faixa em LED a toda a largura, à frente e atrás, a constituir um dos elementos mais marcantes. No interior, prossegue a lógica de linhas muito clean, realçadas por aplicações tipo madeira, mas o que mais se evidencia são mesmo os dois enormes displays à frente, um a fazer as despesas de painel de instrumentos digital (12,3 polegadas) e o maior ao serviço do sistema de infoentretenimento (15,6 polegadas).

Como vem sendo moda nas arquitecturas eléctricas, a frente oferece uma bagageira com 330 litros de capacidade, a que se juntam mais 800 kg de carga, com a pick-up a poder rebocar 5 toneladas.

De referir ainda que a Rivian, companhia fundada em 2009 e que conta hoje com cerca de 600 empregados, comprou uma fábrica da Mitsubishi em Normal (Illinois, EUA). E é aí que se prepara para começar a produzir não só esta R1T, mas também um SUV eléctrico, que será lançado posteriormente.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: scarvalho@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)