Sintra

Sintra avança com limitação de acesso automóvel em miradouro das Azenhas do Mar

231

Miradouro sul das Azenhas do Mar, na freguesia de Colares, vai ser requalificado, com limitação do acesso automóvel e criação de espaço de estacionamento nas proximidades, informou a Câmara de Sintra.

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O miradouro sul das Azenhas do Mar, na freguesia de Colares, vai ser requalificado, com limitação do acesso automóvel e criação de um espaço de estacionamento nas proximidades, informou a Câmara de Sintra. “A intervenção visa requalificar o miradouro sul das Azenhas do Mar, um local de grande valor paisagístico e turístico”, salienta uma nota da autarquia do distrito de Lisboa.

A empreitada de requalificação, que teve início na quinta-feira, está orçada em 162 mil euros e prevê a “supressão do acesso automóvel livre, reservando-se o espaço central do miradouro para pessoas que se deslocam a pé e para ciclistas”, sublinha o presidente da câmara, Basílio Horta (PS), citado no mesmo comunicado.

O projeto prevê a integração de um murete de segurança ‘tracejado’, conforme indicações da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), com vista a impedir o acesso de veículos ao topo da arriba, junto ao limite instável do miradouro. Está prevista uma nova zona de estacionamento automóvel, com 17 lugares para viaturas ligeiras, paralela à Rua Dr. António Brandão de Vasconcelos, com acesso pelo lado da estrada de ligação à Praia das Maçãs, e uma via partilhada para bicicletas e peões.

Nos espaços envolventes, sem construção, será realizada a eliminação de espécies invasoras e a plantação de um conjunto “herbáceo-arbustivo” de autóctones, adequado às circunstâncias ambientais locais de extrema agressividade, “e na construção de novos pavimentos”, explica-se na nota camarária. Uma rampa de acesso ao miradouro permitirá a ligação à estrada, do lado virado para a arriba norte das Azenhas do Mar, enquanto na parte sul do miradouro será instalado um quiosque e criada uma área de estadia com um “deck” em madeira.

A instabilidade da arriba levou, em 2014, a trabalhos de consolidação e demolição do ‘snack-bar’ abandonado no miradouro, pela APA, com construção de um muro de proteção na “boca do Ancão”, para travar a erosão junto à estrada na proximidade da escola primária das Azenhas do Mar.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)