Encontrar o destino a dar a cerca de 50 tipos de resíduos diferentes é o objetivo de uma aplicação que é lançada este sábado e que indica os locais mais próximos para deixar eletrodomésticos ou outros resíduos específicos.

A aplicação que “vai ajudar Portugal a reciclar mais e melhor” é lançada pela associação ambientalista Quercus, que em comunicado explica que a ferramenta pode ser facilmente consultada e que vai simplificar a tarefa de separação de resíduos e colocação em ecopontos.

Chamada Wasteapp, a ferramenta, desenvolvida em parceria com a Fundação Vodafone, pretende refletir o esforço da Quercus em melhorar os níveis de reciclagem combatendo o “suposto desinteresse” dos portugueses que “mais não é do que desconhecimento”, diz Cármen Lima, coordenadora para os resíduos da Quercus, citada no comunicado.

Diz-se ainda no documento que na aplicação basta pesquisar o se quer deitar fora e encontrar o local mais próximo de entrega. Permite também esclarecer dúvidas sobre o que pode ou não colocar no ecoponto.

A Quercus lembra que todos os dias cada português produz uma média de 1,32 quilos de lixo, contribuindo para uma produção anual de 4,75 milhões de toneladas de resíduos urbanos.

Apenas 16,5% do total de resíduos produzidos em Portugal são encaminhados para os ecopontos, acrescenta a associação, dizendo que a realidade portuguesa atual é uma necessidade de tratar 83,5% de resíduos que estão todos misturados.

Tendo em conta que a meta de reciclagem para 2022 é de reciclar 50% do lixo, e que atualmente a reciclagem está na ordem dos 38%, a tarefa “é quase impossível”, diz a Quercus no comunicado.