Bruno de Carvalho

“Uma conferência lamechas e autofágica… Parece que voltámos a 2011/12”: Bruno de Carvalho responde a Varandas

119

Bruno de Carvalho aproveitou sessão de lançamento do livro "Sem Filtro" no Porto para responder aos ataques de Frederico Varandas em conferência. "É uma mentira pegada", chegou a dizer ex-presidente.

Bruno de Carvalho comentou conferência de sucessor pouco depois, numa sessão de autógrafos no Porto

ANDRÉ DIAS NOBRE / OBSERVADOR

Ainda antes da conferência de imprensa de Frederico Varandas em Alvalade, Bruno de Carvalho, ex-líder do Sporting, anunciara que iria reagiu no Shopping Cidade do Porto, onde marcaria presença para uma sessão de lançamento do livro Sem Filtro – As histórias dos bastidores da minha presidência. Apesar de não ter sido muito referido durante a semana, e conforme o Observador já tinha destacado, um dos temas da “verdade sobre o Estado da Nação” seria o primeiro rol de conclusões da auditoria forense, que deram o mote para muitas críticas de Varandas à gestão dos últimos cinco anos, da parte financeira ao futebol, passando sobretudo pela falta de investimento na formação e na própria Academia em termos de estrutura.

Tudo o que falou para a Academia já estava implementado, com orçamento aprovado. Tudo o que falou sobre a formação, já estava implementado. Os orçamentos já existiam para todas as áreas. Só ouvi mentiras nesta conferência. É verdadeiramente inaudito que uma pessoa, que não é uma pessoa qualquer, que foi um dos golpistas do Sporting, venha agora pedir tempo às pessoas. Frederico Varandas foi uma das pessoas que mais fez para que a minha direção saísse do Sporting. Foi lamentável, enquanto sportinguista e enquanto ex-presidente. Não teve nenhuma palavra de apreço para os sportinguistas, apenas chavões”, começou por comentar o antigo número 1 leonino entre março de 2013 e junho de 2018.

“Varandas esqueceu-se de dizer que nós fizemos campos novos na Academia. Esqueceu-se de dizer que fizemos a reestruturação elétrica em toda a Academia. Esqueceu-se de dizer que fizemos obras de manutenção na cobertura do estádio. Nos quartos dos miúdos, foram feitas obras e está tudo restaurado. Foram capazes de derrubar uma direção que, essa sim, estava a fazer um projeto para os sportinguistas e que estava a provocar cada vez mais alegria aos sportinguistas”, salientou, prosseguindo: “Nunca vi uma conferência tão lamechas e autofágica. Levou o tempo todo a dizer mal do clube, dos funcionários, do softwareParece que voltámos a 2011/2012. E pela primeira vez oiço um presidente de clube dizer com orgulho que tinha menos sócios”.

Bruno de Carvalho abordou também os quatro pontos que levantaram dúvidas nesta primeira abordagem à auditoria forense que está a ser feita nos últimos meses ao período do antigo presidente leonino no clube, nomeadamente o pagamento de 1,7 milhões a uma sociedade de advogados que tinha como associados um antigo vogal e o (agora) ex-sogro.

“Eles garantiram que não iam mentir mais aos sportinguistas mas isto da MGRA é tudo uma mentira pegada. Foi pago um milhão em cinco anos. Se virem o valor anual que é pago e se perceberem que o Sporting deu sempre lucro nos nossos mandatos, percebem perfeitamente que o trabalho que esta empresa realizou foi fantástico. Alexandre Godinho saiu da empresa e depois, num processo de seleção, entrou uma pessoa que já não me diz nada, que é o meu antigo sogro. Tenho exatamente o mesmo sentimento pelo meu sogro do que por Frederico Varandas”, referiu o antigo presidente, destituído em Assembleia Geral.

“Xau Lda.? Batuque? Uma das lutas desde que cheguei ao Sporting foi acabar com a equipa B. Agora é fácil a estes catraios falarem da equipa B porque já não existe. Por muito que não gostasse, o Sporting aceitou fazer mais um triénio de equipa B para ajudar as equipas da Segunda Liga e com isso tinha de se contratar jogadores. Sempre fui contra a equipa B e a favor dos Sub-23, podem perguntar às pessoas da Federação, que vão dizer que afinal tinha toda a razão quando disse que a equipa B não era um bom caminho de progressão para os jogadores mas sim os Sub-23. Fui eu que disse isso na Federação há quatro anos. Fala-se tanto de dinheiro mas, em três jogadores, o Sporting pagou de comissão 1,5 milhões de euros. Com Doumbia (480 mil euros), com Luiz Phellype (200), com Plata (400). Mas isso não interessa”, concluiu Bruno de Carvalho.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)