Rádio Observador

Estados Unidos da América

Trump escolhe novo embaixador dos Estados Unidos em Cabo Verde

John Jefferson Daigle foi o nome escolhido pelo Presidente dos EUA para representar o país em Cabo Verde, A escolha está sujeita a votação no Senado. Esta embaixada está sem embaixador desde setembro.

A intenção foi manifestada em comunicado enviado pela Casa Branca na segunda-feira

OLIVIER DOULIERY / POOL/EPA

Um novo embaixador dos Estados Unidos da América em Cabo Verde foi sugerido na segunda-feira pelo Presidente, Donald Trump, devendo o nome de John Jefferson Daigle passar por uma votação no Senado.

A Embaixada dos EUA em Cabo Verde está sem embaixador desde setembro de 2018, mas um comunicado de imprensa divulgado na segunda-feira pela Casa Branca avançou que Donald Trump “anunciou a sua intenção de nomear” John Jefferson Daigle para uma “posição-chave” na sua administração.

O antigo embaixador norte-americano em Cabo Verde, Donald L. Heflin, deixou o cargo em setembro de 2018, depois de um mandato de três anos e oito meses.

John Jefferson Daigle pode vir a ser “embaixador extraordinário e plenipotenciário dos Estados Unidos da América na República de Cabo Verde” se o nome for aprovado pelo Senado norte-americano.

Atualmente funcionário do Governo na Comissão de Consultoria de Diplomacia Pública, Daigle tem conhecimentos das línguas portuguesa, francesa e ‘khmer’ (idioma oficial do Camboja), segundo a Casa Branca.

A nomeação para embaixador significa uma promoção na carreira de Daigle, que atualmente é membro da classe de conselheiro de ministro nos Serviços Estrangeiros Seniores dos EUA.

Com uma carreira diplomática e de funcionário do Estado sólida, John Jefferson Daigle trabalhou também no gabinete do secretário-adjunto dos EUA para a Diplomacia e Assuntos Públicos e fez parte de missões diplomáticas dos EUA no Camboja e no Iraque, tendo recebido o Prémio de Serviço Expedicionário pelo seu serviço no Iraque.

O currículo de John Jefferson Daigle também inclui a função de coordenador adjunto do Gabinete de Programas de Informação Internacional, um ramo do Governo norte-americano, com cerca de 700 escritórios em mais de 150 países, onde os cidadãos estrangeiros se podem informar sobre os EUA.

Daigle é licenciado pela Universidade estadual de Louisiana.

O comunicado de imprensa da Casa Branca inclui ainda nomes propostos para as embaixadas dos EUA no México (Christopher Landau), Eslováquia (Bridget A. Brink) e Turquemenistão (Matthew S. Klimow).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)