A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) levantou 37 processos de contraordenação e dois processos-crime durante uma operação que está a decorrer em todo o país, tendo fiscalizado 1.800 viaturas até às 18h00 desta quinta-feira.

“A operação está a decorrer até às 02h00 de sexta-feira. Até às 18h00 foram fiscalizados 1.800 operadores, levantados 37 processos de contraordenação e dois processos-crime”, disse à Lusa fonte da ASAE.

Segundo a mesma fonte, os processos de contraordenação foram levantados por questões relacionadas com falta de requisitos de higiene e de condições de temperatura ou problemas na rotulagem.

Já os dois processos-crime devem-se a um caso de contrafação e outro de transporte de carne após abate clandestino.

A ASAE já apreendeu material contrafeito, carne, produtos de pastelaria e padaria, pré-congelados e pescado.

Participam nesta operação, que arrancou às 19:00 de quinta-feira, 160 inspetores distribuídos por 60 postos em todo o território nacional.

No ano passado, a ASAE fiscalizou um total de 43.105 operadores económicos, instaurou 6.587 processos de contraordenação, 1.095 processos-crime e apreendeu cerca de 12 milhões de euros em material diverso.

Segundo o relatório de 2018, foram fiscalizados 4.081 alvos de criminalidade ‘on-line’, o que representa cerca de 10% do total.

De toda a fiscalização efetuada no ano passado pela ASAE, 51% foi na área económica e 49% na alimentar.

No âmbito dos ilícitos criminais detetados, a ASAE deteve 283 pessoas e suspendeu a atividade de 432 operadores económicos.