Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um dia depois de o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos ter anunciado a imposição de sanções adicionais à Coreia do Norte, Donald Trump utilizou o Twitter para esclarecer que, afinal, estas sanções adicionais foram canceladas. “Ordenei hoje [sexta-feira] a retirada dessas sanções adicionais”, escreveu o Presidente dos Estados Unidos.

O Departamento do Tesouro tinha confirmado esta quinta-feira a imposição de novas sanções a duas empresas transportadoras chinesas por suspeitar que estas estariam a ajudar a Coreia do Norte a evitar mais penalizações internacionais. John Bolton, conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, chegou a afirmar no Twitter que a decisão era importante para travar “as práticas de transporte ilegal da Coreia do Norte”. “Todos devem ter conhecimento e rever as suas próprias atividades para garantir que não estão envolvidos na evasão de sanções da Coreia do Norte”, escreveu.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo Sarah Huckabee Sanders, assessora da Casa Branca citada pelo The New York Times, a decisão de interromper estas sanções foi tomada porque “o Presidente Trump gosta do líder [da Coreia do Norte] Kim e não considera que estas sanções sejam necessárias”.

As sanções ligadas à Coreia do Norte foram as primeiras a serem impostas pelo Departamento do Tesouro desde o final do ano passado e ocorreram menos de um mês depois de uma reunião entre Donald Trump e Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte, em Hanoi, no Vietname.