O ministro do Trabalho da Somália é uma das cinco vítimas mortais contabilizadas até agora em consequência do ataque levado a cabo hoje de manhã contra um edifício do governo na capital, Mogadíscio, disse fonte policial.

De acordo com o capitão Mohamed Hussein, o ministro, Saqar Ibrahim Abdalla, foi morto no seu escritório, no rés-do-chão, logo após a invasão do edifício por um grupo de homens armados, na capital da Somália, Mogadíscio.

A mesma fonte adiantou que as forças de segurança já puseram fim ao cerco feito pelo grupo armado ao edifício.

Pelo menos cinco homens armados invadiram o prédio, depois de um atentado suicida com um carro bomba, às portas do edifício, perto da sede dos serviços secretos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As forças de segurança somali trocaram tiros com os atacantes, para conseguir assumir o controlo do edifício.

Do ataque resultaram ainda pelo menos 10 feridos, segundo a mesma fonte policial.

O grupo extremista islâmico Al-Shebab, ligado à al-Qaida, assumiu a responsabilidade pelo ataque.