A epidemia de Ébola no nordeste da República Democrática do Congo fez mais de 700 mortos, 100 deles nas últimas três semanas, segundo o balanço mais recente das autoridades divulgado na sexta-feira. Desde o início da epidemia, no verão passado, já foram contabilizados mais de 1.100 casos da doença, sendo 1.051 confirmados e 66 prováveis.

Os dados do Ministério da Saúde da República Democrática do Congo indicam que morreram da epidemia 702 pessoas. A epidemia por vírus Ébola foi decretada no país a 1 de agosto de 2018 em Mangina, na província de Kivu Norte.

O vírus Ébola transmite-se através de fluidos corporais infetados (tais como sangue, urina, fezes, sémen) e pode provocar diarreia, vómitos e febre hemorrágica.