O filho de 3 anos de Evan Osnos, redator da The New Yorker e membro do Brokkings Institution tentou, repetidamente, desbloquear o iPad do pai e acabou por fazer, precisamente, o contrário.

Evan levou o seu problema para o Twitter onde pediu por “ideias”. Na imagem pode ler-se que o dispositivo está desativado e para se tentar outra vez em 25 536 442 minutos.

São mais de 48 anos, ou seja, só algures em 2067 Evan poderá tentar colocar a password, outra vez.

Como explica a CNN, o bloqueio do iPad é um mecanismo de segurança dos dispositivos da Apple que entra em ação sempre que alguém digita, repetidamente, a senha errada. No fundo é uma relação de proporcionalidade direta – quantas mais vezes umas senha incorreta é digitada, mais longo será o tempo de bloqueio do aparelho.

A Apple diz que é preciso fazer uma restauração para usar o dispositivo novamente, mas perdem-se todos os dados do aparelho (caso nunca tenha feito uma cópia de segurança).

Em declarações ao the New York Daily News, Evan explicou que ainda está “bloqueado fora do dispositivo”. Como explicou, apesar de já se terem passado algumas centenas de minutos, “parece que ainda temos 25 milhões de minutos para esperar”.

Na segunda-feira à noite, Osnos twettou que conseguiu colocar o iPad em modo DFU (Device Firmware Update) e está em processo de restauração.