O indicador coincidente mensal para a atividade económica aumentou em março pelo quarto mês consecutivo e o indicador para o consumo privado voltou a diminuir, divulgou esta quinta-feira o Banco de Portugal (BdP).

“Em março, o indicador coincidente mensal para a atividade económica voltou a aumentar. O indicador coincidente mensal para o consumo privado manteve o perfil de diminuição”, lê-se numa nota publicada esta quinta-feira na página eletrónica do banco central.

O indicador coincidente mensal para a atividade económica aumentou de 2,1% em fevereiro para 2,3% em março, enquanto o indicador coincidente mensal para o consumo privado caiu para 1,5%, face aos 1,7% registados no mês anterior.

Segundo o BdP, os indicadores coincidentes são “indicadores compósitos que procuram captar a evolução subjacente da variação homóloga do respetivo agregado macroeconómico”.