Rádio Observador

Partido Trabalhista

Ministra sombra trabalhista pediu desculpa por beber mojito no metro

122

A ministra da Administração Interna "sombra" do Reino Unido foi apanhada por um tabloide a beber mojito no metro. Pediu desculpa e recebeu apoio no Twitter. Colega trabalhista chamou-a de "rastafari".

Diane Abbott com o líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn

A ministra da Administração Interna “sombra” d0 Reino Unido, a trabalhista Diane Abbott, pediu desculpas publicamente por ter  sido apanhada a beber um mojito em lata no metro de Londres. Tudo começou quando o tablóide britânico The Sun publicou uma fotografia de Abbott a beber mojito, um cocktail de origem cubana que leva rum, nos transportes públicos de Londres, onde o consumo de bebidas alcoólicas é proibido. Após dizer que lamentava “sinceramente” ter bebido nos transportes, Diane Abbott recebeu apoios — como registou o The Guardian — de vários utilizadores, incluindo de camaradas do Partido Trabalhista.

O deputado do Partido Trabalhista, David Lammy, respondeu com um gracejo: “Jah Rastafari! Why was the rum not Jamaican?” Em português: “Porque é que o rum não é jamaicano?”

A escritora e psicoterapeuta Filipa Perry também desvalorizou o ato: “Oh, companheira. Já todos nós o fizemos”.

Houve também vários utilizadores que reagiram positivamente. “Nunca me senti tão representada”, dizia uma utilizadora, enquanto outra atirava: “Babe, viva a sua vida”. Outros registam que Abbott é um exemplo só pelo simples facto de andar de transportes públicos.

Regras aprovadas em 2008 proibiram os utilizadores de beber nos autocarros ou no metro de Londres e foram aprovadas no tempo em que o deputado do Partido Conservador, Boris Johnson, era presidente da câmara. Johnson disse na altura: “Acredito firmemente que proibir o consumo de álcool nos transportes públicos de Londres criará um melhor ambiente de viagem para todos os londrinos”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rpantunes@observador.pt
Trabalho

Ficção coletiva, diz Nadim /premium

Laurinda Alves

Começar reuniões a horas e aprender a dizer mais coisas em menos minutos é uma estratégia que permite inverter a tendência atual para ficarmos mais tempo do que é preciso no local de trabalho.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)