Moda

A mala de luxo que Christian Louboutin criou para homenagear Portugal

5.383

Christian Louboutin criou a Portugaba, mala concebida com recurso a técnicas artesanais portuguesas que pretende homenagear o país ao qual o designer há muito se rendeu. O modelo custa 1.659 euros.

© Imagem promocional

Há muito que Portugal tem sido uma fonte de inspiração e uma segunda casa para Christian Louboutin, motivo pelo qual o designer francês acaba de lançar uma mala que honra o país. A mala Portugaba, que existe em duas cores, foi lançada esta quarta-feira, dia 24 de abril, e está à venda em exclusivo no site My Theresa por 1.659 euros — um dos modelos já se encontra esgotado.

A mala colorida resulta da combinação de várias técnicas artesanais portuguesas. “Desde as alças às franjas e aos painéis, a Portugaba deve cada um dos seus componentes às habilidades excecionais de diferentes artesãos portugueses”, lê-se na página oficial do estilista que ficou mundialmente famoso devido às solas vermelhas dos sapatos que cria.

© Imagem promocional das malas Portugaba

As técnicas artesanais incluem “puxados”, que a edição portuguesa da Vogue assegura ser uma “técnica meticulosa que envolve puxar individualmente os fios de um pedaço de tecido para criar relevos com um textura semelhante à do veludo”, mas também “ripados”. Ambas as técnicas que exigiram uma “atenção meticulosa e horas de dedicação”. “Estes especialistas costumam trabalhar à mão, não usam padrões, guias ou máquinas que não sejam teares de madeira”, lê-se ainda no site oficial do designer francês há muito apaixonado por Portugal — Louboutin vai até abrir um hotel de charme no Alentejo.

O folclore, o simbolismo e a história de Portugal fazem parte do design estudado para a mala. As alças são adornadas com contas de cerâmica, que remetem para o padrão dos azulejos portugueses, que inspiram ainda o forro. A tradicional capa de honra, de Miranda do Douro, é visível no painel central da Portugaba.

No site do designer é possível conhecer os artesãos locais que ajudaram a construir o modelo que custa quase três vezes mais o salário mínimo em Portugal, fixado nos 600 euros.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)