Incêndios

ICNF quer atingir 500 equipas de sapadores florestais até ao final do ano

157

O país deverá atingir até ao final do ano as 500 equipas de sapadores florestais, com 2.500 profissionais, o que deverá custar anualmente 20 milhões de euros, segundo o ICNF.

Paulo Cunha/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O país deverá atingir até ao final do ano as 500 equipas de sapadores florestais, com 2.500 profissionais, o que deverá custar anualmente 20 milhões de euros, segundo o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

As atuais 400 equipas de sapadores florestais, agrupadas em 19 brigadas, deverão aumentar até ao final do ano para “500 equipas e 2.500 sapadores”, anunciou hoje o ICNF, durante as comemorações do Dia Nacional do Sapador Florestal.

O dia foi assinalado nas Caldas da Rainha, no distrito de Leiria, com um seminário onde Rui Almeida, do ICNF, fez um balanço da evolução do Programa de Sapadores Florestais, iniciado em 1990, e que, segundo disse, “cumprirá, ao fim de 20 anos, os objetivos então traçados”.

O cumprimento do programa “estagnou” durante cerca de uma década, devido à crise e “às sucessivas reduções orçamentais” que atingiram o instituto e que levaram a que o programa tivesse transitado para o Fundo Florestal Permanente.

O impacto dos incêndios de 2017 ditaram o retomar da aposta na prevenção e na criação de novas equipas – quer de sapadores florestais, quer de sapadores florestais bombeiros – que se refletirá “num custo estimado de 20 milhões de euros na manutenção do programa”, afirmou o chefe de divisão.

De acordo com os dados revelados na sessão, os 2.000 sapadores que constituem as 400 equipas existentes, concentraram-se maioritariamente no Centro do país (41%), seguindo-se o Norte (35%), Lisboa e Vale do Tejo (12%), o Alentejo (8%) e o Algarve (4%).

Segundo o mesmo responsável, os sapadores florestais “participam em 10% dos incêndios rurais”, mas “existem alguns distritos onde são a primeira intervenção nos espaços”.

Os dados do ICNF dão nota de que em 2018 os sapadores representaram 87% dos meios de vigilância com capacidade de primeira intervenção e 25% dos meios de primeira intervenção e combate.

Pelas características da profissão, os sapadores florestais participam em incêndios rurais onde a densidade viária “é 50% menor” que nos restantes incêndios, onde “os declives são 3% mais acentuados” e a altimetria média “é mais elevada em média cerca de 100 metros”, revelou o ICNF.

Em termos de silvicultura preventiva, a atividade dos sapadores representa cerca de 15% da gestão de combustível e cerca de 1% da manutenção de rede viária florestal nacional.

Representa ainda, segundo o ICNF, cerca de 54% da manutenção de pontos de água nacionais e a participação destes profissionais em cerca de 57% da área gerida com fogo controlado.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Finanças Públicas

Como evitar um 4º resgate? /premium

Paulo Trigo Pereira

Portugal necessita de mais doze anos (três legislaturas completas) de crescimento económico e de finanças públicas quase equilibradas para sair da zona de risco financeiro em que ainda se encontra.

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)