Depois de Lisboa, Porto e Braga, a Bolt (antiga Taxify) anunciou esta terça-feira o início de operações no Algarve, onde já tem disponíveis motoristas prontos para aceitar as primeiras viagens. E, para quem está ou é da região, a plataforma de mobilidade europeia promete um desconto de 50% aos utilizadores e cobra 15% de comissão para os que trabalham com a Bolt.

Consolidar a nossa presença no Algarve é um marco importante para a Bolt. Depois das grandes cidades, a região sul é uma das mais importantes do país e sempre fez parte da nossa estratégia de expansão. É uma zona altamente turística, sobretudo durante os meses de verão, fazendo com que seja uma excelente oportunidade para oferecermos um serviço mais acessível entre as várias cidades do Algarve”, explicou David Ferreira da Silva, responsável pela Bolt em Portugal, citado em comunicado.

O responsável da plataforma de mobilidade acrescenta ainda que a expansão para a quarta zona em Portugal é também um reflexo da “rápida” confiança dos portugueses na empresa. A comissão de 15% vem fazer concorrência com os 25% cobrados pelo principal concorrente, a Uber. Numa fase inicial, a plataforma irá apenas ter disponível a categoria normal na sua app.

Em Portugal desde janeiro de 2018, a Bolt começou por se chamar Taxify, tendo recentemente passado por um rebranding global para “alinhar a identidade da marca à sua visão mais abrangente do conceito de transporte”, refere a empresa em comunicado. No total, a empresa lançada na Estónia por Markus Villig já conta com 500 mil motoristas e 10 milhões de utilizadores.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Markus Villig, CEO do “unicórnio” Taxify: “O sucesso resume-se apenas a trabalho árduo”