Rádio Observador

Suicídio

Youtuber famoso encontrado morto em Nova Iorque

Desmond Amofah, mais conhecido como Etika, tinha 29 anos e 800 mil seguidores. Na semana passada postou um vídeo no YouTube onde pedia desculpa e falava em suicídio. Foi encontrado no East River.

Demond "Etika" Amofah fazia críticas de jogos no YouTube desde 2012

Era um dos gamers mais populares dos Estados Unidos e estava desaparecido desde a passada quarta-feira, dia 19 de junho, o mesmo dia em que postou no YouTube um vídeo onde enquanto caminhava pelas ruas de Nova Iorque pedia desculpa aos fãs e aos amigos, “por se ter afastado de toda a gente”, e aludia à hipótese de suicídio. Foi encontrado morto no East River, confirmou esta terça-feira a polícia.

Desmond Amofah, mais conhecido como Etika, tinha 29 anos e ao longo dos últimos 7 conquistou uma legião de fãs no YouTube e no Twitch, onde publicava em vídeo as suas reações aos novos lançamentos de jogos e consolas (com uma predileção assumida pela japonesa Nintendo). De acordo com o site da especialidade Kotaku, que o descreve como uma das estrelas “da constelação da internet”, seriam cerca de 800 mil as pessoas que o seguiam.

Terão sido algumas delas as primeiras a alertar as autoridades depois de, na passada semana, o youtuber ter publicado na Internet um vídeo onde dizia estar a lidar com problemas de saúde mental e admitia a hipótese de suicídio: “Espero que a minha história ajude de alguma forma a fazer do YouTube um lugar melhor, num futuro em que as pessoas conheçam fronteiras e limites e saibam até onde as coisas devem ir”.

A polícia já tinha encontrado, no tabuleiro da Ponte de Manhattan, no sábado passado, alguns bens pessoais de Etika, incluindo identificação, telemóvel e consola Nintendo Switch. O corpo do youtuber foi retirado da água dois dias depois mas só esta terça-feira foi identificado.

Tendo em conta as circunstâncias do desaparecimento e o historial de Desmond Amofah, que no último ano terá destruído propositadamente o próprio canal de YouTube, sido internado num hospital psiquiátrico e detido depois de atacar um agente da polícia (enquanto se filmava no processo), tudo aponta para que a causa de morte seja efetivamente suicídio.

Uma petição para que o canal de Etika seja restaurado no YouTube, “para que possamos recordar o seu legado”, foi entretanto criada no Change.org. Em apenas 17 horas já ultrapassou as 355 mil assinaturas.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)