“O melhor é encontrar uma solução de governo antes de ir a outras eleições”. O alerta é do chefe de estado espanhol, o Rei Felipe VI, e foi dado como uma espécie de recado aos partidos políticos espanhóis, depois de Pedro Sánchez não ter sido investido presidente do governo espanhol. O monarca aproveitou a tradicional fotografia de família nos jardins do palácio de Marivent, em Palma, para fazer passar a mensagem, que é notícia na imprensa espanhola.

“Esperamos que haja margem para que os partidos têm a confiança dos cidadãos possam encontrar uma solução. Se não a encontrarem, há outros canais constitucionais”, disse o Rei Felipe VI, que segudo o El Mundo, recebe esta quarta-feira Pedro Sanchéz. Apesar de estar a aproveitar uns dias em Palma de Maiorca com a mulher, Letizia, e as duas filhas, a princesa Leonor e a Infanta Sofia, o monarca garante estar atento à situação política. “Sabemos que a atividade política mão está parada e que a qualquer momento pode haver notícia”, diz, citado pelo El Mundo.

Depois de ter falhado a investidura de Sánchez no último dia 25 de julho, o Congresso tem 60 dias para chegar a um acordo. Ou seja, o líder do PSOE,. que quer chegar a líder do Governo, tem até 23 de setembro para novas negociações, caso não consigam chegar a consenso, Espanha será obrigada a marcar eleições antecipadas a 10 de novembro.

O parlamento espanhol chumbou, na última terça-feira, a formação de um Governo liderado pelo socialista Pedro Sánchez, na primeira votação da investidura. Sánchez, que venceu as eleições legislativas em abril, precisava de 176 votos, entre os 350 deputados, para governar. Ficou, ainda assim, muito longe da maioria absoluta exigida nesta primeira votação, ao conseguir apenas os 124 votos afirmativos da sua própria bancada parlamentar. O Unidas Podemos absteve-se — dizendo que é um “sinal” dado a Sánchez —, tal como os bascos da coligação EH Bildu e do PNV. Os deputados da Esquerda Republicana Catalã votaram contra, tal como o PP, o Ciudadanos e o Vox. No total, foram 170 votos contra, 124 a favor e 52 abstenções.