Como ir de férias e preparar um regresso em grande

As ansiadas férias estão aí para o merecido descanso, mas gastá-las a dormir pode não ser a melhor estratégia. Sugerimos formas de as investir na preparação de um regresso com energia e criatividade.

i

Getty Images/iStockphoto

Getty Images/iStockphoto

As férias são absolutamente necessárias para desligar da pesada rotina, recuperar forças e relaxar. Mas se é do tipo de pessoa que gosta de explorar o máximo potencial de todas as situações, provavelmente não quererá ficar com a sensação, no final, de que desbaratou estes dias. É que, na verdade, o descanso é bom e faz falta, mas poderá ser ainda melhor se lhe juntarmos conhecimento, crescimento pessoal e preparação do nosso futuro.

Parar é essencial desde logo para a nossa saúde física. Com base em dados oriundos do Framingham Heart Study (um estudo de longa duração sobre saúde cardiovascular iniciado em 1948 e que acompanhou mais de 14 mil pessoas de três gerações) sabe-se hoje que as férias reduzem o risco de doença cardiovascular. Sobre este tema específico, a população foi avaliada ao longo de nove anos tendo ficado provada a correlação positiva entre períodos de descanso frequentes e vidas mais longas e saudáveis.

Mas também a saúde mental sai beneficiada com as férias, ao reduzir a ansiedade e melhorando o humor. Isto mesmo tem sido demonstrado em diversas investigações, nomeadamente por um estudo canadiano  realizado com 887 advogados sujeitos a elevados níveis de stress e segundo o qual atividades de lazer como a prática desportiva, estar com amigos ou tirar dias de férias são importantes para a redução da tendência depressiva.

As férias que nem sempre relaxam

Todavia, a relação vantajosa entre descanso e diminuição de stress pode não ser tão direta como se espera. Afinal, será que basta tirar férias para ficarmos mais relaxados e prontos para lidar com as exigências do trabalho diário? A resposta é negativa, de acordo com um artigo publicado na Harvard Business Review sobre o efeito que as viagens de lazer têm sobre a felicidade, a ansiedade e a saúde de cada um. Segundo os autores, os benefícios observam-se, sim, mas apenas se os níveis de stress das viagens não forem elevados. Quer isto dizer que férias mal planeadas, em que as atividades desenvolvidas não foram pensadas ou que não incluem a participação de amigos ou conhecidos podem até ser mais desgastantes do que ficar a trabalhar. E afinal, quantos de nós nunca tiveram a impressão de voltar ao trabalho ainda mais cansados?

Para evitar esta sensação, apresentamos de seguida três estratégias imbatíveis para melhor planear as férias e torná-las realmente proveitosas, produtivas e relaxantes. Para que possa não só descansar a mente e o corpo, mas para que também consiga perspetivar o futuro a todos os níveis. E assim regressar ao trabalho com a energia renovada e a criatividade no máximo.

Livros para potenciar o marketer que há em si

Estimular a mente e a memória, ampliar o conhecimento e melhorar a qualidade do sono são vantagens reconhecidas da leitura. E como esta é uma das atividades preferidas em férias, deixamos-lhe uma fotogaleria com sugestões de obras para quem se interessa pela área do marketing:

Digital Marketers Sound Off

Regresse das férias a dominar na perfeição todas as ferramentas indispensáveis para quem trabalha na área do marketing. Search Engine Optimization, Google AdWords, anúncios do Facebook ou Content Marketing, entre outras, estão explicadas ao pormenor neste livro fácil de seguir e que reúne dicas, conselhos e táticas de 101 especialistas de marketing digital.

Digital Marketing That Actually Works

Sim, o que há mais é livros sobre marketing digital. Mas este distingue-se pela forte componente prática, ajudando a compreender e a implementar – sem margem para dúvidas – estratégias de marketing digital, fazendo o caminho para os canais adequados e integrando as táticas e ferramentas necessárias para medição e priorização.

Marketing Rebellion: The Most Human Company Wins

Num mundo em que a forma de fazer negócio se altera a cada minuto, fazendo-nos sentir inúteis e ultrapassados a cada segundo, este é um livro que nos dá novo alento. Através de inspiradores estudos de caso, o autor Mark Shaefer desafia-nos a olhar para o marketing do futuro onde o elemento humano ganha ainda mais relevância.

This Is Marketing: You Can’t Be Seen Until You Learn to See

O inspirador Seth Godin  partilha a sua visão de marketing numa obra memorável e com ensinamentos válidos tanto para o fundador de uma startup como para o colaborador de uma grande multinacional. Empatia, ligação e emoção são algumas das características de que Seth Godin não abdica no marketing tal como ele o concebe.

B-Mercator – Blended Marketing

Complementando o compêndio de todos os que trabalham no marketing – o Mercator – esta obra desenvolve em exclusivo o blended marketing, ajudando os profissionais da área (mas não só) a melhor integrar os meios interativos com os meios físicos e assim a responder melhor aos desafios atuais do mercado.

Sítios que tem mesmo de conhecer

Ainda que viaje com regularidade em trabalho, nada se compara a umas férias em que o destino é escolhido por si, bem como as atividades programadas de manhã à noite. Deixamos sugestões dentro e fora de Portugal e o critério foi só um: desligar a mente para a poder reciclar, excluindo tudo aquilo que não lhe vai servir no regresso ao trabalho. Ora espreite:

Vaguear nas águas do rio Mekong

Se está a precisar de silêncio para pôr as ideias em ordem e de ritmo lento no meio da natureza, esta é a viagem perfeita. Navegar no rio Mekong – o mais extenso rio do Sudeste Asiático – é uma experiência única da qual ninguém sai igual. Pode começar a viagem em Huay Xai, na fronteira do Laos com a Tailândia, optando pelo Slow Boat (dois dias a navegar com interrupção para pernoitar na pequena aldeia de Pak Beng ). Desligue os dados antes de entrar no barco e deixe-se ir.

Descobrir a alma da Austrália

Por vezes, só encarando a grandeza da natureza temos noção do muito que conseguimos concretizar. E porque esta perspetiva pode ser tremendamente positiva antes de um novo ano de trabalho, desafie-se a conhecer o segundo maior monólito do mudo – Uluru, situado no deserto australiano. Abarcar com os olhos esta impressionante formação rochosa (sagrada para os aborígenes) e acompanhar as cambiantes de luz ao longo do dia é suficiente para repor todas as energias necessárias para começar novos ciclos.

A pé pelas Cinque Terre

“Faz-se caminho ao andar”, diz o provérbio. E se ao andar se juntarem paisagens deslumbrantes, então, este é um caminho que vale mesmo a pena fazer. Apesar do sucesso entre os turistas, percorrer os trilhos que ligam as Cinque Terre – cinco pequenas vilas situadas entre o mar e as montanhas da Ligúria, na Itália – é a desculpa ideal para melhor preparar o caminho depois das férias. Mas, atenção, não vá de chinelos ou paga multa.

Recuar até à última glaciação

O maior vale glaciar da Europa tem 13 quilómetros e estende-se desde o maciço central da serra da Estrela até Manteigas, com paisagens magníficas e reveladoras da força da natureza. Formado há milhares de anos, durante a última glaciação, o vale serve de berço ao rio Zêzere e dá vida a rebanhos de cabras e ovelhas que habitam as encostas. Percorrer a pé a Rota do Glaciar (trilho de 17 km) é a melhor forma de o apreciar, mas também pode admirá-lo de carro, pela estrada nacional N338.

O Tibete aqui tão perto

Já não é segredo para ninguém, mas isso não lhe retira o encanto nem impede que seja considerado um dos trilhos mais bonitos do país. O Passadiço do Sistelo é um percurso com cerca de dez quilómetros, integrado na Ecovia do Vez, e situado nos limites do Parque Nacional Peneda-Gerês, em Arcos de Valdevez, Viana do Castelo. Percorrendo paisagens de lagos cristalinos e socalcos verdes, este é o caminho a que muitos chamam Tibete português.

Aqui o tempo pára mesmo

Ideal para quem sofre da síndrome do tempo que não pára, a vila de Marvão é perfeita para obrigar a desligar até o mais empedernido dependente do wi-fi. Porque não fazer um périplo por um trio de três lugares do Alentejo mais profundo? Marvão onde o tempo para e…. Castelo de Vide onde a água e as múltiplas fontes o esperam. Portalegre onde ainda há rebuçados de ovos moles, daqueles únicos em Portugal.

Amigos que nos dão saúde e vida longa

As férias não ficam completas se não forem aproveitadas para reencontrar amigos, aqueles que nos conhecem calados e de olhos fechados. Porque são eles que mais e melhor apoio nos dão nas alturas cruciais da nossa vida, como quando nos preparamos para mudar de emprego, casar ou voltar a estudar. Não é por acaso que um estudo da Universidade de Harvard – Harvard Study of Adult Development  – que começou por acompanhar 724 rapazes de Boston, EUA, em 1938 (e continua hoje com as gerações seguintes), descobriu que aquilo que nos faz mais felizes e saudáveis ao longo da vida não é o dinheiro nem a carreira, mas sim a qualidade das relações que estabelecemos.

Aproveite, pois, estas férias de verão para uma ida à praia como nos velhos tempos com a melhor amizade de todas, uma caminhada em conjunto, um almoço descontraído ou até (por que não?) um pequeno-almoço. Envie já hoje uma mensagem a essas pessoas especiais da sua vida e, para evitar adiamentos, proponha três datas para breve – assim não haverá desculpas. Pondo este esquema em prática é quase impossível que o encontro não se realize.

Estudar é o futuro

Mostrar Esconder

Ampliar o conhecimento e a aprendizagem é um importante estímulo para a progressão da carreira profissional, promove a saúde mental e ainda confere um sentimento de realização pessoal. Razões mais do que suficientes para se inscrever numa das muitas formações na área da gestão promovidas pelo INDEG-ISCTE , a escola associada a uma universidade há mais tempo a formar executivos em Portugal. As inscrições estão a decorrer, bastando preencher o formulário online disponível para a formação pretendida.

Voltar a estudar e apostar numa carreira de marketing e gestão

É nos períodos de férias que frequentemente fazemos balanços e tomamos resoluções cruciais para a nossa vida. Voltar a estudar é uma dessas decisões que podem mudar radicalmente os nossos percursos – pessoais e profissionais – elevando-nos para um outro patamar. Este é, pois, o momento de ponderar apostar naquela formação que tem vindo a adiar, como as que o INDEG-ISCTE disponibiliza na área do marketing:

Applied Digital Marketing – Pós-graduação focada numa forte, rápida e imediata aplicabilidade das aprendizagens. Programa destinado ao aprofundamento das competências sobre várias plataformas e ferramentas de marketing digital, nomeadamente, SEO, Facebook, Instagram, LinkedIn, Google Ads, entre outros. Tem a duração de 142 horas e decorre entre outubro de 2019 e março de 2020.

Pós-graduação em Marketing Digital – Formação  com a duração de um semestre destinada a todos os que pretendem adquirir, desenvolver e consolidar conhecimentos para melhor criar estratégias de marketing adequadas para enfrentar os desafios da era digital.

Executive Master em Marketing Management – Programa formativo amplo, com a duração de um ano letivo, destinado a abarcar todas as vertentes do marketing. Tem o objetivo de atualizar e aprofundar conhecimentos e competências de gestão de marketing, desenvolvendo as competências necessárias para conceber e implementar estratégias de marketing e de blended marketing.

Pós-graduação em Marketing Desportivo – Ao longo de um semestre, a formação desenvolve uma ampla visão estratégica sobre a gestão e o marketing desportivo, porque o marketing empresarial apoia-se cada vez em emoções e porque o desporto é crescentemente pensado de maneira profissional. Formação com elevada reputação internacional, tendo ficado classificada em 29.º lugar no “Eduniversal Best Masters Ranking 2018”.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.