Rádio Observador

Prémios e Galardões

João Godinho vence prémio Compositor Europeu em Berlim

558

O português João Godinho é o vencedor do prémio Compositor Europeu, no âmbito do festival Young Euro Classic, o mais importante em divulgação de jovens orquestras e talentos da música clássica.

A estreia desta peça de João Godinho era "um orgulho e, obviamente, um ato de coragem", acrescentou Pedro Carneiro, fundador da Orquestra da Câmara Portuguesa

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O português João Godinho é o vencedor do prémio Compositor Europeu, anunciado na terça-feira, em Berlim, no âmbito do festival internacional Young Euro Classic, disse nesta quarta-feira à Lusa a Jovem Orquestra Portuguesa (JOP).

João Godinho foi distinguido com o “European Composer Award”, pela composição “Alcance” (“Reach”), estreada em Berlim, no passado dia 26 de julho, no âmbito do festival, pela Jovem Orquestra Portuguesa, com músicos do projeto inclusivo Notas de Contacto.

Este projeto é desenvolvido há cerca de uma década pela Orquestra de Câmara Portuguesa (OCP) e a ‘sua’ Jovem Orquestra Portuguesa com a CerciOeiras (Cooperativa Educação e Reabilitação de Cidadãos com Incapacidade), usando a música como ferramenta para trabalhar com pessoas com deficiência.

O prémio “é concedido em reconhecimento da melhor estreia mundial”, declarou a organização.

Em julho, antes da estreia da obra no festival de música de Berlim, o maestro Pedro Carneiro, fundador da OCP e responsável pelos seus projetos, disse à Lusa que o concerto de estreia de “Alcance” tinha por objetivo ser “uma mensagem de paz e uma afirmação política”, naquele que é considerado “o festival mais importante de orquestras jovens do mundo”.

A estreia desta peça de João Godinho era “um orgulho e, obviamente, um ato de coragem”, acrescentou Pedro Carneiro.

Pedro Carneiro explicou então que o projeto Notas de Contacto usa a música “na criação de objetos artísticos, de concertos de espetáculos”, não como musicoterapia, com as pessoas envolvidas a desenvolverem “as suas capacidades musicais, muitas vezes com instrumentos adaptados à sua especificidade, e com compositores que escrevem música para elas”.

“Ao criarmos, estrearmos e apresentarmos em palco esta peça inclusiva, em que celebramos, em harmonia, no palco, a inclusão, o direito à expressão artística, colocamos Portugal na linha da frente neste tipo de afirmações”, realçou Pedro Carneiro à Lusa.

No total foram cinco os utentes da CerciOeiras e três professores que estiveram em palco com a JOP, em Berlim.

O festival Young Euro Classic é considerado a mais importante plataforma de divulgação de jovens orquestras e talentos da área da música clássica. Pelo certame passam orquestras de todo o mundo, da China à Rússia, passando pelos Estados Unidos. A JOP esteve presente pela terceira vez.

Em 2017, a JOP conquistou igualmente o “European Composer Award”, com a obra “Raiz”, de Mariana Vieira.

Além da estreia de “Alcance”/”Reach”, de João Godinho, este ano a JOP interpretou também George Enescu e Beethoven.

João Godinho, nascido em 1976, estudou piano na Escola de Música do Conservatório Nacional, tem o Curso de Composição da Escola Superior de Música de Lisboa, e o nome associado a projetos como a Big Band Júnior e a Lisbon Jazz Summer School.

Foi assessor de programação do Centro Cultural de Belém, realizou programas para a Antena 2, como “Que Música É Esta” e “Fora de Formato”, e tem vindo a compor, de modo regular, desde meados dos anos 2000.

É o autor de “Kaminari”, música para bailado, estreado no Teatro Camões, “De Queda em Queda”, para piano e quarteto de cordas, “Insecto Xilófago”, para marimba solo, peça encomendada para o Prémio Jovens Músicos da Antena 2 (2007), “O Marionetista”, para saxofone alto e quarteto de cordas, estreada pela Orchestrutopica, no Festival de Música do Estoril, do mesmo ano, e de “Fogo Posto”, para piano solo, que Joana Gama estreou em 2011, no Centro Cultural de Cascais.

Em 2013 compôs “Trovoada”, para piano solo, música para o espetáculo de dança homónimo de Luís Guerra.

Em 2017, escreveu “Nocturno”, para piano solo e ‘toy piano’, para o espetáculo conjunto da pianista Joana Gama e do coreógrafo Victor Hugo Pontes.

O programa do concerto na Konzerthaus de Berlim foi reproduzido em Lisboa, no CCB, no passado dia 28 de julho.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)