Rádio Observador

Festivais

Tigerman e companhia Untamed no programa do Festival Muscarium em Sintra

Seis peças de teatro, quatro concertos, quatro espetáculos de dança, vários workshops, e uma atuação para o público mais pequeno compõe a 5.ª edição do Muscarium, em Sintra.

Festival vai decorrer em diversas zonas como Cacém, Sintra, Belas, Mira-Sintra, Agualva-Cacém e Lisboa

JOSÉ COELHO/LUSA

O músico The Legendary Tigerman e a companhia belga Untamed estão no programa do festival de artes performativas Muscarium, que levará teatro, música e dança ao concelho de Sintra entre 12 e 22 de setembro, anunciou esta quarta-feira a organização.

O certame, que decorrerá em vários palcos do concelho, em 5.ª edição, marca a abertura da temporada teatral da Companhia Teatromosca, e da programação do AMAS – Auditório Municipal António Silva, em Sintra.

Concebido e organizado pelo Teatromosca, o Muscarium apresenta, no seu programa de dez dias, seis peças de teatro, quatro concertos, quatro espetáculos de dança, vários workshops, e uma atuação dedicada ao público mais pequeno.

Entre os destaques deste ano, estão os concertos de The Legendary Tigerman e Riding Pânico, bem como do projeto de Filipe Miranda, The Partisan Seed, num “local secreto” em Sintra.

Também está prevista a atuação da companhia belga Untamed, com o espetáculo de dança “Portraits”, da Companhia de Teatro João Garcia Miguel com a sua produção “Passos em volta”, adaptação de textos de Herberto Helder, e, na música, a banda First Breath After Coma, que apresentará o seu novo álbum “Nu”, num dos locais de estreia desta edição, a Quinta Nova da Assunção, em Belas.

De acordo com a organização, o festival tenta promover a programação de forma descentralizada, em diversas zonas como Cacém, Sintra, Belas, Mira-Sintra, Agualva-Cacém e Lisboa.

“Nesta 5.ª edição voltamos a apostar em espetáculos mais pequenos e intimistas, para que os nossos espetadores consigam ter uma experiência completa e imersiva em todas as performances. O nosso objetivo para este ano continua a ser democratizar a cultura e apresentá-la nas suas diferentes formas ao público, juntando o teatro, a música e a dança”, segundo Pedro Alves, diretor artístico da companhia de teatro, citado num texto divulgado pela organização.

Os espetáculos dividem-se por diversos locais do concelho de Sintra, como o AMAS, Casa Teatro de Sintra, Casa da Cultura Lívio de Morais, Quinta Nova da Assunção e Largo da República.

O evento abrange também Lisboa com uma oficina de teatro físico, orientada por Ewan Downie, ator, encenador e diretor da Company of Wolves, que irá decorrer no dia 21 de setembro no CAB – Centro Coreográfico de Lisboa.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)