Em 2020, praticamente todos os fabricantes estão obrigados a comercializar uma gama em que a média de emissões esteja abaixo dos 95g de CO2 por quilómetro, isto para evitar multas milionárias que poderão fazer perigar a sobrevivência de muitos.

Para conseguir respeitar a fasquia imposta pela União Europeia, os construtores têm de rechear as respectivas gamas de modelos com versões híbridas (HEV), mas sobretudo híbridas plug-in (PHEV) – altamente favorecidos pela legislação – e eléctricas. Daí que a Kia tenha metido as mãos à obra e introduza no mercado as versões mais amigas do ambiente dos seus modelos Niro e Sportage.

Híbrido já conhecido e o novo PHEV

O importador para o nosso país da Kia revelou a renovada gama do Niro, um crossover civilizado com óbvios ares de SUV, mas ligeiramente mais baixo para lhe conferir um aspecto mais dinâmico e ligeiro, além de vantagens em matéria de comportamento e de consumo. A novidade mais sumarenta consiste na introdução no mercado nacional da versão PHEV, uma vez que o Niro híbrido está disponível desde que o modelo chegou ao nosso mercado.

A Kia aproveitou a ocasião para introduzir uma série de melhorias estéticas no Niro, tanto por dentro como por fora, com destaque para os novos pára-choques à frente e atrás, novos faróis LED e novas jantes. Enquanto isto, por dentro surgem, entre outros retoques, um painel de instrumentos digital e o novo ecrã central de 10” – nas versões mais equipadas, pois de contrário é mais pequeno – que serve o sistema de multimédia e a navegação, sendo mais atraente e facultando novas funcionalidades.

O Niro HEV mantém-se fiel ao motor 1.6 GDI atmosférico a gasolina, que fornece 105 cv e 147 Nm de binário, associando-o a um pequeno motor eléctrico com 44 cv e 170 Nm. Como resultado final temos 141 cv e 265 Nm de força, com o motor eléctrico alimentado por uma igualmente pequena bateria (1,56 kWh de capacidade) a servir para diminuir o esforço que se solicita ao motor a gasolina, com isso reduzindo consumo e emissões. A prova é que o Niro Hybrid anuncia consumos em WLTP que variam entre 4,6 e 5,1 litros, com a variação a dever-se sobretudo aos pneus que tem calçados, a que correspondem emissões de 110 a 119 g de CO2/km. Este Niro Hybrid está disponível em três níveis de equipamento, Urban, Drive e Tech, com preços de, respectivamente, 30.220€, 32.320€ e 34.270€. Contudo, a campanha de lançamento, no valor de 3.700€, faz com que os valores finais arranquem nos 26.520€.

A novidade da gama é o Niro PHEV, que usufrui das vantagens da versão HEV, por fora e por dentro. Até na mecânica o PHEV recorre ao motor 1.6 GDI de 105 cv, mas o motor eléctrico aumenta em potência, subindo de 44 para 61 cv. Ainda assim, a sua potência é modulada de forma a garantir apenas os mesmos 141 cv de potência total.

A razão para o Niro PHEV montar um motor eléctrico mais possante prende-se com a sua necessidade de garantir um mínimo de dinamismo quando a circular em modo exclusivamente eléctrico. Alimentado agora por uma bateria igualmente maior, com 8,9 kWh em vez de apenas 1,56 kWh, o PHEV é capaz de percorrer 39 km recorrendo apenas à energia acumulada na bateria, que por sua vez recarrega em AC e a 3,3 kW. Em termos de consumo, o Niro PHEV anuncia 1,8 litros/100 km, a que equivalem 31g de CO2/km.

Mantêm-se os mesmos níveis de equipamento do HEV, com os preços a oscilarem entre 39.450€ e 42.750€, sendo a versão intermédia comercializada por 41.250€. Com a campanha denominada “Frota” e vocacionada para as empresas, o Niro PHEV acaba por ser proposto por valores a partir de 27.025€ (mais IVA).

20 fotos

Sportage passa a híbrido, mas diesel

O SUV compacto da Kia também beneficiou de um facelift, com pequenas alterações no exterior e interior, que o tornam mais actual. Mas o mais interessante é a adopção de uma versão Mild Hybrid (MHEV), ou seja, com uma mecânica híbrida ligeira. Montando um motor 1.6 CRDi a gasóleo, associado a um pequeno motor eléctrico a 48V – que faz igualmente de alternador e de motor de arranque – para ajudar nas retomas de velocidade, o Sportage MHEV substitui o diesel tradicional com uma solução que reduz o consumo em 4% e as emissões em 15%.

A campanha de lançamento passa por propor o Sportage 1.6 CRDi com 115 cv e 136 cv, ambos MHEV, com a versão Urban (115 cv) a custar 31.990€, a Tech (115 cv) 34.990€ e a GT Line (136 cv) 35.240€. Mas a estes valores é necessário retirar 4.500€ nos acabamentos Urban e Tech e 4.750€ na GT Line. Em alternativa aos motores diesel, este SUV da Kia é igualmente oferecido com motores a gasolina, com o 1.6 GDI de 132 cv e o 1.6 T-GDI de 177 cv, tal como os diesel em versão 4×2.