O ainda presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, vai ser operado no dia 11 de novembro a um aneurisma. A informação foi confirmada pela agência France-Presse junto dos seus assessores.

Juncker despediu-se da Comissão Europeia a 22 de outubro e deveria abandonar o cargo que ocupa desde 2014 esta quinta-feira. Porém, por causa do atraso na formação do executivo da presidente eleita, Ursula van der Leyen, o luxemburguês terá de permanecer em funções, pelo menos, até ao final de novembro.

No discurso de balanço, durante a sessão plenária do Parlamento Europeu de 22 de outubro, em Estrasburgo, Jean-Claude Juncker lembrou que, durante cinco anos, teve “muito orgulho em ser uma pequena peça de um organismo maior, que é mais importante do que qualquer um de nós”, e pediu aos eurodeputados que cuidem da Europa. “É preciso continuar a lutar contra o nacionalismo estúpido. Viva a Europa”, afirmou.