No Salão Automóvel do Dubai, que encerra a 16 de Novembro, o veículo mais impressionante e anunciado como sendo o mais rápido do mundo, era completamente desconhecido para a maioria dos visitantes. Depois de ter sido visto pela primeira vez em 2017, ainda enquanto protótipo, o Aspark Owl foi por fim revelado na sua versão de série, idêntico às restantes 49 unidades que já foram fabricadas.

Aspark é mais um pequeno construtor, neste caso japonês, que decidiu produzir um hiperdesportivo eléctrico. E se a Rimac nos ensinou alguma coisa, com os seus Concept_One e Two, foi não desdenhar da capacidade tecnológica e criatividade dos pequenos fabricantes. O Owl, assim se chama o desportivo japonês, é esguio e baixo, não ultrapassando os 99 cm de altura. Mas o que lhe falta em altura ele compensa em largura, com um chassi em fibra de carbono concebido como se tratasse de um carro de competição, conseguindo assim acusar apenas 120 kg quando colocado sobre a balança, desconhecendo-se o peso total do veículo.

2 fotos

Não são conhecidos todos os pormenores sobre a mecânica, mas sabe-se que, com motores distribuídos pelos dois eixos, o Owl vai usufruir dos serviços de uma manada com 2013 cv (e a brutalidade de 2.000 Nm de binário), o que explica a facilidade com que anuncia 1,69 segundos para ir de 0-60 milhas por hora, qualquer coisa como 0-97 km/h. No ranking dos carros mais rápidos do mundo, o Owl salta assim para a liderança, à frente do Rimac C-Two, com 1,85 segundos e do Tesla Roadster, com 1,9 segundos. Com a curiosidade de os três primeiros elementos da lista serem eléctricos.

6 fotos

Em termos de velocidade máxima, a Aspark anuncia 400 km/h, em linha com os seus rivais directos, mas estranhamente reivindica uma autonomia de 450 km em NEDC, o que rondará 340 km em WLTP, bastante mais baixo do que anunciam Rimac (650 km) e Tesla (1.000 km). Mas o mais curioso é que a Aspark afirma atingir esta autonomia com uma bateria de somente 64 kWh, o que deixa antever um consumo bastante baixo (18,8 kWh/100 km) para um veículo deste tipo, com pneus muito largos e com grande aderência, o que significa elevada resistência ao rolamento.

O preço de cada Aspark Owl ronda 2,9 milhões de euros, também a bater os concorrentes directos, dado que a Rimac comercializa o seu desportivo por 1,8 milhões de euros e a Tesla por somente 180.000€.