“Estamos a preparar todos os procedimentos para, em princípio, quarta-feira fazermos uma intervenção de emergência que faça a contenção dos danos provocados na muralha e também por baixo da própria marginal”, anunciou Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, aos jornalistas.

A circulação rodoviária na faixa direita da marginal, no sentido Cascais-Lisboa, foi encerrada esta segunda-feira à noite entre a rotunda de S. Pedro e o cruzamento da Parede. A “situação precária do paredão” poderia “criar situações de elevada perigosidade na segurança rodoviária”, de acordo com o comunicado da Câmara Municipal de Cascais.

Carlos Carreiras revela que a obra vai ser iniciada esta quarta-feira e deve estar concluída em quatro ou cinco dias. A circulação dependerá das condições climatéricas nos próximos dias, mas o autarca sublinha que neste momento o trânsito continua a passar numa das vias.

Com esta obra, Carlos Carreira quer “mitigar riscos”, mas garante que será preparada uma outra obra “estrutural” para recuperar toda a faixa.

Degradação de muro obriga a cortar Marginal no sentido Cascais-Lisboa