A Daimler chegou a lançar a Maybach como construtor independente. Mas, em 2013, a aventura parou por falta de vendas que justificassem a opção, para dois anos mais tarde regressar como sinónimo das versões mais sofisticadas e luxuosas da Mercedes. O mais recente produto é o GLS 600, que deriva do Mercedes GLS, o topo de gama no que respeita aos SUV da marca alemã.

Com 5,21 metros de comprimento, 2,03 m de largura e 1,84 m de altura, o Mercedes-Maybach GLS 4Matic é dos maiores SUV do mercado. Exteriormente, há diferenças de pormenor face às restantes versões com emblema da Mercedes, a começar pela decoração a duas cores da carroçaria. A generosa distância entre eixos deixa antever um habitáculo longo, com o espaço a reverter especialmente para quem se senta atrás.

17 fotos

No interior há espaço para quatro ou cinco adultos, dependendo da solução por que se opte para o assento posterior, sendo que a versão normal prevê um assento corrido para dois, com o terceiro passageiro a ser opção em percursos mais limitados. Mas a versão mais luxuosa senta apenas dois atrás, em bancos separados e capazes de ficarem quase na horizontal, separadamente. Para maximizar o conforto, estes dois assentos estão montados 12 cm mais atrás e 3 cm mais para o centro, oferecendo a quem os utiliza mais espaço para as pernas e, simultaneamente, a possibilidade de ficar mais longe da porta.

Para facilitar a tarefa de entrar e sair do GLS 600, o Maybach reduz a altura ao solo em 2,5 cm, para de seguida, assim que se acciona o fecho das portas, saírem sob a carroçaria uns apoios de pés de tamanho mais que generoso e iluminados, para ajudar quem deseja entrar ou sair e tem alguns problemas de mobilidade. Estes não só são capazes de suportar 200 kg, como desaparecem assim que se ultrapassa 15 km/h.

11 fotos

O motor ao serviço do luxuoso SUV é o 4.0 V8 biturbo a gasolina com 565 cv e 730 Nm de binário, acoplado a uma caixa de velocidades automática tradicional, o que significa estar equipada com conversor de binário e nove velocidades para a frente. Para ajudar a conter os consumos e as emissões, o V8 conta com a desactivação de metade dos cilindros e um sistema a 48 V, cujo motor eléctrico substitui o alternador e o motor de arranque, ajudando o motor de combustão sempre que o condutor acelera.

O Mercedes-Maybach GLS 600 4Matic está limitado a 250 km/h e atinge 100 km/h ao fim de 4,9 segundos, um valor interessante se tivermos em conta que estamos perante um veículo que pesa 2.785 kg quando colocado sobre a balança.

Com excelentes materiais e a tradicional construção sólida a que a Mercedes nos habituou nos seus topo de gama, a maior dificuldade do Maybach é conseguir atrair os clientes que tipicamente optam pelos Bentley ou Rolls-Royce, os fabricantes britânicos que representam o expoente máximo no capítulo do luxo sobre rodas.