Para a Volkswagen, o futuro passa pelos veículos eléctricos, ainda que lá mais para a frente, porque antevê vantagens para o ambiente (óbvias), para o condutor (ao ter custos menores de utilização) e para os fabricantes (ao conseguirem maiores margens de lucro). Até que tudo isto se verifique, as marcas tratam de atrair mais clientes, cativando-os com uma série de soluções que podem facilitar (e bastante) a vida aos seus utilizadores.

Seguindo este princípio, o construtor alemão criou o primeiro mordomo especializado na recarga de automóveis eléctricos. Um vídeo mostra como tudo se processa, mas a ideia consiste em, assim que se entra numa garagem que disponibiliza este tipo de “assistência”, o cliente requer o serviço de carga através da app da marca, fecha o carro e vai à sua vida. Entretanto, o mordomo robô “acorda”, acopla-se a um dos acumuladores que está sempre em carga até serem necessários os seus serviços e dirige-se ao local onde está estacionado o veículo eléctrico, ligando-se a ele e iniciando o carregamento. Tudo isto automaticamente e de forma autónoma.

3 fotos

A solução parece prática e inteligente, com o responsável pelo desenvolvimento de componentes da Volkswagen, Mark Möller, a antecipar que “o robô móvel de carga vai ser uma revolução nos diferentes parques de estacionamento, especialmente aqueles com vários andares”. Isto porque, acrescenta, esta solução “leva a infra-estrutura de carga até ao carro e não o inverso, como sempre se fez até aqui”.

A marca alemã explica que o sistema recorre ao robô e aos “vagões-baterias”, todos eles com uma capacidade de 25 kWh, recarregando os veículos com uma potência de 50 kW em DC. Cada robô pode movimentar diversas baterias em simultâneo, de forma a garantir que vários são os veículos a serem recarregados ao mesmo tempo, servindo assim um maior número de clientes.