O Presidente da Argélia, Abdelmadjid Tebboune, nomeou esta quinta-feira o seu primeiro Governo, composto por 39 membros, exatamente duas semanas após ter tomado posse, anunciou o porta-voz da presidência citado pela Agence France-Presse (AFP).

De acordo com AFP, os três primeiros ministros anunciados – Sabri Boukadoum para os Negócios Estrangeiros, Kamel Beldjoud para o Interior e Belkacem Zeghamti para a Justiça – pertenciam ao executivo anterior de Noureddine Bedoui, que tinha sido nomeado em março por Abdelaziz Bouteflika, alguns dias antes de renunciar ao cargo devido à pressão ao movimento de contestação “Hirak”.

Abdelmadjid Tebboune, antigo ministro e chefe de governo do presidente Abdelaziz Bouteflika, foi eleito em 12 de dezembro de 2019, à primeira volta, para suceder ao antigo chefe de Estado na liderança da Argélia. O novo Presidente argelino foi eleito num escrutínio que registou uma taxa de abstenção superior a 60%.

Tebboune sugeriu ao movimento de contestação “Hirak” um “diálogo para construir uma nova Argélia”, o que tem sido recusado pelos manifestantes.