Os preços das casas em Portugal aumentaram 15,8% em 2019, na comparação com o ano anterior, segundo os dados divulgados pela Confidencial Imobiliário esta segunda-feira. As principais subidas estão, porém, fora dos maiores centros urbanos, revelam os dados, citados pelo Expresso, já que em Lisboa se constata que os preços estão em “clara travagem”.

“Lisboa, que anteriormente foi o motor da valorização nacional, teve em 2019 aumentos em torno dos 9,0%, exibindo um crescimento robusto, mas em clara travagem face aos 19% a que valorizava um ano antes”, refere o relatório, acrescentando que “é expectável que em 2020 o mercado nacional comece a refletir a tendência já sentida em Lisboa, e que os preços acabem por estabilizar em ritmos mais normalizados”.

Existe, assim, uma “estrutura diferente” dos últimos anos, quando se compara a evolução dos preços em Lisboa e Porto e, por outro lado, as áreas mais periféricas – ou seja, é mais acentuada a subida dos preços fora dos centros. Este é um indicador que “consolida o ciclo de forte valorização que o mercado residencial tem sentido nos últimos dois anos”, diz a mesma fonte.

Os preços das casas em Portugal estavam, no final de 2019, 46% acima dos níveis registados no início da década, em 2010. Este período incluiu, porém, a descida de 14% que se registou entre 2010 e 2013, o momento em que os preços tocaram os mínimos dos últimos anos.

Preço médio das casas em Lisboa supera o meio milhão de euros