O Benfica irá tentar, esta terça-feira, chegar à sua 37.ª final da Taça de Portugal de Futebol. O recordista (com 26 títulos) vai confrontar o Famalicão, que, a jogar em casa, procura uma presença inédita no Jamor. O jogo tem início marcado para as 20h45, em Vila Nova de Famalicão.

As “águias” chegam ao segundo jogo das meias-finais com uma vantagem mínima, depois de terem vencido a primeira mão por 3-2, há uma semana. Entre os dois encontros para a Taça de Portugal, o Benfica foi derrotado no estádio FC Porto, por 3-2, para o campeonato, num encontro em que André Almeida sofreu uma lesão que o afasta do encontro de Famalicão.

Ainda bem que a partida tem esta importância, porque os meus jogadores querem dar uma boa resposta, sobretudo depois do que aconteceu no último jogo”, disse o treinador do Benfica, Bruno Lage, no lançamento do jogo de hoje.

Os dois emblemas apresentam-se após desaires na I Liga: o Benfica com o rival FC Porto, e o Famalicão com um pesado 7-0 em casa com o Vitória de Guimarães, num jogo em que João Pedro Sousa (treinador do Famalicão) “poupou” praticamente toda a equipa, mantendo, em relação ao jogo da Luz, apenas o médio Gustavo Assunção.

Também o Académico de Viseu, da II Liga, que na quarta-feira visita o Estádio do Dragão, após 1-1 no primeiro jogo, tenta uma final nunca alcançada, enquanto o FC Porto quer, na 80.ª edição, disputar a sua 31.ª final, das quais venceu 16.

Caso Benfica e FC Porto confirmem o favoritismo, a final voltará a opor os dois rivais 16 anos após o última final da Taça entre ambos, em 2003/04, a época em que os ‘dragões’ se sagrarem campeões europeus, e as “águias” venceram a Taça, dedicando-a a Fehér, que morreu subitamente em janeiro de 2004.