As salas de cinema portugueses receberam mais 4,9% de espectadores em janeiro, para um total de 1,1 milhões de entradas, comparando com o mesmo mês de 2019, revelou hoje o Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA).

De acordo com as estatísticas mensais do ICA, 2020 arrancou com 1.102.629 espectadores e cerca de seis milhões de euros de receita bruta de bilheteira, o que representa um aumento de 4,9% e 7,8%, respetivamente, face a janeiro de 2019.

Dos 1,1 milhões de espectadores de janeiro, 18.376 viram cinema português, ou seja, apenas 1,7% de quota de mercado.

O filme português mais visto neste período foi “O filme do Bruno Aleixo”, de Pedro Santo e João Moreira, com cerca de 14 mil espectadores e 76.800 euros de receita bruta de bilheteira, seguindo-se a coprodução portuguesa “Frankie”, de Ira Sachs, e “Vitalina Varela”, de Pedro Costa, ambos estreados em 2019 e com exibição estendida para janeiro.

A estreia de “O filme do Bruno Aleixo” representa ainda a entrada oficial da portuguesa Desforra Apache no mercado da distribuição, que continua a ser liderado pela NOS Lusomundo Audiovisuais.

Apesar de ser líder do mercado na distribuição, a NOS Lusomundo Audiovisuais sofreu uma quebra de 30% em espectadores e 28% em receitas de bilheteira em janeiro (comparando com período homólogo de 2019) para um total de 511 mil bilhetes emitidos e 2,8 milhões de euros.