Depois da apresentação da nova geração do Seat Leon em Martorell, a marca voltou a convidar-nos para um evento na sua fábrica. Mas, desta vez, totalmente destinado a conhecer diversas novidades da marca Cupra. Antes disso, no entanto, é necessário relembrar que a Cupra se assumiu como uma marca independente há dois anos e que desde essa altura tem vindo a desenvolver uma nova paixão pelo automóvel e pelo prazer de conduzir.

Para comemorar o seu segundo aniversário, a Cupra convidou toda a sua tribo e a imprensa especializada para nos mostrar as suas novas instalações em Martorell, que incluem uma renovação completa das antigas instalações da Seat Sport e um novo edifício sede, que espelha na perfeição a imagem que a marca tem tentado incluir em todos os seus modelos.

30 fotos

Nesta mesma noite, no entanto, ainda havia mais surpresas reservadas para todos os que estiveram presentes, uma vez que o badge entregue antes do evento tinha inscrita a mensagem: “Cupra Leon Teaser at the new Cupra Garage”. E, de facto, numa sala configurada para o momento e com diversos jogos de luzes e som, acabámos por conhecer quatro novos Cupra Leon. Em primeiro lugar, os dois reservados ao mundo da competição e, depois, a nova geração do Cupra Leon de estrada, na configuração de cinco portas e Sportstourer, a carrinha da gama.

O primeiro Leon com marca Cupra

Pela primeira vez, o Cupra Leon conta com o logo da Cupra em vez do da Seat, tal como já acontecia com o SUV Ateca. O desenho do conjunto eleva a imagem mais agressiva da nova gama Leon, através de para-choques mais desportivos e de diversos elementos em bronze, mas também em cromado escuro. Destacam-se os novos sistemas de iluminação em LED, especialmente na secção traseira, onde encontramos uma enorme linha a ocupar toda a largura do Leon e umas saídas de escape mais desportivas, mas que são mais decorativas do que funcionais.

Os tons da carroçaria com maior destaque são em cinzento escuro, sendo que o matizado se tenta aproximar do tom do granito, que também conhecemos de todo o ambiente da nova Cupra, em conjunto com cores mais escuras e com os detalhes em bronze, tal como encontramos em todas as jantes de liga leve de cada uma das versões.

17 fotos

Na carrinha, nota-se facilmente o aumento no comprimento, especialmente na zona do vão traseiro. Mas a alteração mais significativa tem mesmo a ver com o aumento da distância entre eixos em cerca de cinco centímetros, o que deixa antever mais espaço a bordo na fila de assentos traseira, mas também uma dinâmica ainda mais apurada.

Cupra electrizante… em nova versão de acesso à gama

A maior novidade desta gama tem a ver com a sua entrada no mundo da electrificação e com a nova versão de acesso da gama Cupra. Trata-se de um Leon eHybrid equipado com o motor 1.4 TSI de 150 cv que trabalha em conjunto com um motor eléctrico de 115 cv, alimentado por uma bateria de 13 kWh. Em conjunto, conseguem uma potência máxima combinada de 245 cv e um binário máximo de 400 Nm. E como se trata de um sistema híbrido plug-in, esta versão do Leon consegue circular em modo totalmente eléctrico durante cerca de 60 km, reduzindo os custos da sua deslocação diária mais habitual.

O mundo dos eléctricos ainda não lhe diz muito? Não consegue associar os préstimos de um desportivo ao mundo da electrificação? Não faz mal. Na Cupra também há quem pense assim e é justamente por isso que continua presente a motorização de dois litros TSI de quatro cilindros, sobrealimentada e com três patamares de potência: 245, 300 e 310 cv, sendo que esta última é exclusiva da carrinha e do sistema de tracção integral 4Drive. Todas estas versões contam com a companhia da caixa de velocidades automática de dupla embraiagem DSG que recebeu uma afinação específica e permite agora passagens de caixa mais rápidas, beneficiando as acelerações.

A versão mais potente do Cupra Leon, equipada com o sistema de tracção 4Drive, consegue alcançar os 100 km/h em menos de 5 segundos e tem a velocidade máxima limitada electronicamente a 250 km/h. As versões de 245 e 300 cv continuam a contar com um sistema de tracção dianteira, sendo que este é acompanhado de um diferencial de comando electrónico capaz de dosear da melhor forma a percentagem de potência que chega a cada roda, melhorando a dinâmica deste modelo. Além disso, nestas duas versões, é possível optar entre a carroçaria de cinco portas e a carrinha Sportstourer, mas a transmissão será sempre a DSG.

E por dentro, como é?

A bordo do Cupra Leon, os ângulos mais pronunciados são uma constante, jogando com o sistema de iluminação ambiente. Tal como na carroçaria, descobrimos diversos detalhes em bronze e o logo da Cupra no centro do volante, onde também está integrado o comando para liga e desligar o motor e o que activa o modo de condução Cupra, o mais desportivo do disponíveis para este modelo.

9 fotos

Mesmo ao centro do tablier, na zona superior, está um novo monitor táctil com um novo grafismo e através do qual podemos ter acesso aos novos serviços de conectividade que este modelo já inclui. Tal como nos disse Oscar de Pedro, responsável de produto da gama Leon, este é o primeiro modelo da marca a apostar nesta solução, que já inclui a possibilidade de actualizações do sistema sem a obrigatória deslocação ao concessionário (over-the-air). Para já, esta solução permite não só ter os mapas do sistema de navegação sempre actualizados, mas também que a marca esteja permanentemente ligada ao carro, com o objectivo de descobrir tudo aquilo que pode ir melhorando.

Ainda no habitáculo, não faltam elementos como o painel de instrumentos totalmente digital, bem como os forros em pele ou num padrão semelhante ao da fibra de carbono. Os bancos desportivos parecem dar lugar a uma excelente posição de condução e com um bom apoio lateral, dando-nos vontade de levar este modelo para a estrada. Sendo que isso, muito provavelmente, só deverá acontecer lá mais para o final deste ano…

Se espera um Leon eléctrico, esqueça!

No meio da conversa que tivemos com Oscar de Pedro, ficámos também a saber que esta nova versão do Cupra Leon será a única a contar com a presença da electrificação e que mesmo o novo Seat Leon não terá uma versão totalmente eléctrica.

A nova gama Leon da Seat vai continuar a apostar nas versões movidas a gás natural e uma nova família de modelos totalmente eléctricos poderá ser algo que conheceremos num futuro próximo, mas sobre a qual ainda é muito cedo para falar. Quanto à marca Cupra, Oscar de Pedro diz-nos ainda que podemos vir a ver o badge da marca em outros modelos da Seat, além do Ateca e do Leon, mas que o futuro da Cupra, para já, passa pelo lançamento oficial do novo Formentor, que será visto já na próxima edição do Salão de Genebra.

Depois disso, apenas podemos adivinhar o que a Cupra poderá fazer, ainda que o Tavascán já nos possa dar uma boa ideia do que aí vem. Uma coisa é certa, o Cupra Leon não voltará a ter uma versão de três portas com um visual mais próximo de um coupé.