O bilionário Bill Gates, de 65 anos, anunciou que vai deixar o Conselho de Administração da Microsoft para se dedicar a tempo inteiro ao seu trabalho filantrópico, avança a BBC. Com a decisão, Gates passa a ser apenas consultor da companhia, com um papel menos ativo.

Gates vai continuar a atuar na empresa como consultor de tecnologia para Satya Nadella, atual líder executivo da empresa, tendo igualmente anunciado a saída da administração da empresa de investimentos Berkshire Hathaway, do megainvestidor Warren Buffett.

Numa declaração publicada na sua página do Linkedin, Bill Gates diz que “é o tempo certo para tomar a decisão de sair”, pois as “lideranças da Microsoft e da Berkshire.”

Imagem tirada do Linkedin

A empresa “sempre será uma parte importante do trabalho da minha vida”, disse o co-fundador da Microsoft.

“Estou ansioso por esta próxima fase como uma oportunidade para manter as amizades e parcerias que mais significaram para mim, continuar contribuindo para duas empresas das quais estou incrivelmente orgulhoso e priorizar efetivamente meu compromisso de abordar alguns dos desafios mais difíceis do mundo “, acrescenta Gates.

Bill Gates já tinha deixado o cargo de chief executive officer da Microsoft em 2000, tendo na altura passado a ter funções não executivas quando passou a fazer parte apenas do conselho de administração.