Em tempos de confinamento, nem uma designer cheia de recursos como Vera Wang resiste aos efeitos do tédio. Como é que o tem estado a combater? Com sessões fotográficas caseiras, modelitos joviais e uma pitada de exercício físico. E não tardou muito até que o mundo começasse a reparar na boa forma física de Wang, especialmente espetacular tendo em conta a idade da criadora — 70 anos e a pouco mais de um mês de festejar mais um aniversário.

Se já tínhamos sentido um baque quando, no último verão, Jennifer Lopez completou os fenomenais 50 anos, o sentimento face às sete décadas de Vera Wang roça a estupefação.

De calças de licra Adidas e sapatos de salto alto Balenciaga (combinação que a própria descreve como uma representação da sua própria ironia), os tempos que passava despercebida nas redes sociais parecem tão ou mais longínquos do que aqueles em que todos levávamos uma vida dita normal. Bandanas, micro calções, cropped tops, plumas, vestidos curtos, saltos e uma rica coleção de óculos de sol — Vera Wang pôs-se a jeito para deixar o mundo de queixo caído.

© Vera Wang/Instagram

Questionada por um dos seus seguidores sobre qual o segredo para chegar aos 70 anos com um corpo de adolescente, Wang respondeu com um elemento inesperado — “trabalho, dormir, um cocktail de vodka e pouco sol”, resumiu, na caixa de comentários de uma das suas publicações incendiárias.

“Ao contrário de muitos nova-iorquinos, tenho sempre a minha quarentena em Miami depois da Semana da Moda de Paris, com a minha família da moda. Se tivermos a sorte de estar com um grupo de pessoas que conhecemos tão bem, e depois de viajarmos tanto, ficarmos fechados pode trazer muitas coisas positivas”, confidenciou a designer, mundialmente conhecida por desenhar os vestidos de noiva mais cobiçados do mundo, à Harpers Bazaar no início deste mês.

© Vera Wang/Instagram

No Instagram pessoal, onde conta com cerca de 328 mil seguidores (ainda assim poucos em comparação com a conta da marca homónima, onde é seguida por 2,7 milhões de pessoas), a quarentena de Vera Wang é uma espécie de novela que se segue e onde cada série de fotografias é um novo episódio. Acompanhada pela equipa, tem trabalhado, praticado exercício físico, celebrado aniversários e até a própria Páscoa. E claro, estando entre profissionais da moda, continuo com a minha obsessão de uma uma vida por leggings e a brincar com a roupa, algo que uma designer de moda raramente se pode dar ao luxo de fazer”, descreveu ainda.

Na última semana e por todo o mundo, a imprensa desdobrou-se em comentários e comparações. “Sexy aos 70”, “Vera Wang tem 70 anos, mas os abdominais e pernas parecem ter 35 anos” ou “Esta mulher parece uma miúda de 16 anos” são alguns dos cabeçalhos a atrair a atenção dos mais distraídos.

Algumas dos visuais quotidianos já foram recriados pelas mentes férteis da internet, o que não passou propriamente ao lado da criadora de moda. A designer chegou mesmo a partilhar algumas da imagens — “Ó meu Deus, que querida! Quer dizer que já fiz disto um desafio?”, escreveu no Twitter.

Em 2016, a própria admitiu à revista InStyle não ser “uma pessoa de muito exercício”. O gosto pelo golfe é das poucas exceções, embora no Instagram também tenha surgido recentemente junto a uma bicicleta. O sono da noite é sagrado. A alimentação não será certamente das mais rígidas. Entre ovos, bacon frito e um recente vício em pudins de baunilha embalados, segundo também revelou na altura, o pequeno-almoço é uma refeição reforçada. Ao almoço, a ementa passa invariavelmente por sopa ou salada.

De cabelo escuro, liso e comprido, e apesar de surgir quase sempre vestida de preto no final dos seus desfiles, habituámo-nos a ver Vera Wang como uma designer estrela. Não é por acaso. As suas criações, sobretudo os vestidos de noiva, são mundialmente desejados. Victoria Beckham, Mariah Carey, Ivanka Trump, Alicia Keys, Chelsea Clinton e Kim e Khloé Kardashian casaram com uma criação que pode ser resumida como o Ferrari dos vestidos de noiva.

Além de uma espantosa capacidade de resistir à passagem dos anos, Wang e JLo estão ligadas e não pelos melhores motivos. Em 2003, a designer terá ficado encarregue de desenhar o vestido de noiva da cantora, na altura de casamento marcado com o ator Ben Affleck. Lopez terá insistido para que o vestido, avaliado entre 15.000 e 20.000 dólares, fosse oferecido, dada a projeção que o evento teria. Wang cedeu, o casamento é que nunca aconteceu.

Fashion Designer Vera Wang

Vera Wang em 1995 © Lynn Goldsmith/Corbis/VCG via Getty Images

Filha de pais chineses, Vera nasceu em Nova Iorque, onde também estudou. Chegou a passar perla Sorbonne, em Paris, mas regressou aos Estados Unidos, onde concluiu a formação em História da Arte. Chegou a competir enquanto patinadora artística e a ser destaque na revista Sports Illustrated, em 1968.

A moda veio depois, com uma longa carreira feita dentro da redação da Vogue, onde trabalhou cerca de 20 anos, quase 15 como editora de moda. Saiu para integrar a equipa do designer Ralph Lauren, mas não aqueceu lugar. Dois anos depois, já aos 40, Wang lançava-se em nome próprio. Embora os vestidos de noiva sejam, até hoje, a sua especialidade, a sua marca inclui coleções de pronto-a-vestir e vestidos de festa e o seu atelier dedica-se há anos a desenhar peças para atletas de patinagem artística. Wang foi casa durante 23 anos com o empresário Arthur P. Becker, com quem teve duas filhas: Cecilia e Josephine.