A organização juvenil da CGTP, a Interjovem, vai organizar um piquenique em Lisboa no dia 4 de julho, para assinalar os 50 anos da central sindical.

O encontro realiza-se sob o lema “50 anos de Juventude – Contra a Precariedade e os Baixos Salários” e – segundo uma resolução que saiu esta quinta-feira da reunião do Conselho Nacional da CGTP, o primeiro desde o Congresso da intersindical de fevereiro último – será “um momento de partilha, convívio, reivindicação e luta pelo trabalho com direitos”.

Para este piquenique, a CGTP “apela à participação organizada dos jovens trabalhadores”, sem mais pormenores. Não se sabe que regras de confinamento vão existir nessa altura para os cidadãos, mas é certo que encontros como Festivais de Música sem lugares marcados – mesmo ao ar livre – estão proibidos até ao final de setembro.

No dia 1 de Maio, Dia do Trabalhador, a CGTP reuniu cerca de um milhar de representantes sindicais nos relvados em frente da Fonte Luminosa, na Alameda Afonso Henriques, em Lisboa. O encontro – que estava expressamente autorizado no despacho do Estado de Emergência em vigor na altura em Portugal – gerou polémica devido ao contraste com as regras de confinamento a que estavam sujeitos os portugueses.

1.º de Maio. CGTP repudia críticas às celebrações e garante que regras foram cumpridas