A Mercedes teve uma ideia ousada, que passou pela concepção de um superdesportivo que pretendia ser extremamente eficiente e rápido, assente numa mecânica de Fórmula 1. É provável que muitos dos potenciais clientes do Mercedes-AMG One comecem a “salivar” quando ouvem falar do melhor desportivo de sempre da história da Mercedes, apesar de depois poderem ficar surpresos por montar um pequeno motor V6 com apenas 1,6 litros. Contudo, esta sensação será ultrapassada quando se aperceberem que essa unidade, aliada a mais três motores eléctricos, é similar à mecânica dos F1 actuais e promete atingir cerca de 1000 cv.

Tudo no One está vocacionado para a máxima eficiência, seja em pista ou em estrada. O objectivo não é ser o superdesportivo mais veloz em recta, mas sim o mais rápido em curva e nas pequenas rectas. E neste capítulo, ao que tudo indica, a mecânica sempre se revelou à altura, entregando a potência esperada, para mais revelando consumos e emissões mais baixos do que seria de esperar, face à potência que desenvolve.

Mas a mecânica de F1 do AMG One tem causado algumas dores de cabeça aos técnicos da marca, essencialmente pela necessidade de o fazer cumprir as normas do WLTP, o que supõe ser pouco poluente a trabalhar ao ralenti, coisa que não existe na F1, onde este regime ronda as 4000 rpm. Uma brutalidade que sempre impediu o 1.6 V6 de estar em conformidade com a regulamentação europeia.

Os segredos e as dúvidas sobre o Mercedes AMG One

Depois de perder quase um ano a encontrar uma solução, tudo indica que o Mercedes-AMG One está finalmente quase pronto. Numa recente sessão de ensaios, no circuito de testes de Immendingen, na Alemanha, o One voltou a rodar sem problemas. A diferença é que, desta vez, até o patrão da AMG (que está de saída para a Aston Martin) conduziu o hiperdesportivo, o que indicia que pouco trabalho há a realizar. Ola Kallenius, o CEO da Daimler, disse mesmo que o desenvolvimento “está a entrar na fase final”, tudo apontando para que as entregas a clientes se iniciem no princípio de 2021.