Um homem de 42 anos, desempregado, foi detido por suspeita da prática de um crime de incêndio florestal ocorrido na segunda-feira à tarde na cidade de Coimbra, anunciou esta quinta-feira a Polícia Judiciária (PJ).

O suspeito, presumindo-se que com uso de chama direta, ateou um incêndio em zona de terreno inculto, povoado com mato, pinheiro e árvores, próximo de habitações, dentro da zona urbana da cidade de Coimbra, que teria proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos bombeiros”, refere a Diretoria de Coimbra, em comunicado.

Segundo a nota, a atuação do suspeito colocou em perigo habitações, assim como a integridade física e a vida de pessoas.

Na detenção do suspeito, a PJ contou com a colaboração da PSP de Coimbra e do Grupo de Trabalho para a Redução das Ignições em Espaço Rural do Centro.

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das adequadas medidas de coação.