O cancelamento de festivais de verão vai ter um impacto superior a 1,6 mil milhões de euros na economia portuguesa, de acordo com o Jornal de Notícias, que cita as contas feitas pela Associação Portuguesa de Festivais de Música no relatório anual.

No ano passado, foram realizados 287 festivais de música, gerando cerca de 2 mil milhões de euros, por contraponto com os 400 milhões de euros previstos para este ano, na melhor das hipóteses.

De acordo com o JN, estes valores levam em conta o dinheiro gasto em transportes, sobretudo de carro, mas também de avião, nas deslocações para os festivais. É esta rubrica que mais conta — no ano passado foram gastos 1,7 mil milhões de euros —, mas há ainda cerca de 120 empresas que trabalham para festivais, muitas delas em exclusividade.

A associação refere uma quebra de 80% no volume de negócios dessas empresas que operam indiretamente no setor.

Proibição de festivais até 30 de setembro publicada em Diário da República