Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Num ano, tudo mudou. Depois da passagem pelo Manchester United, que terminou pouco antes do Natal de 2018, José Mourinho foi recebendo várias abordagens e convites de clubes europeus e asiáticos mas esperou até chegar “o” convite que o fizesse regressar da melhor forma ao futebol. Que, na última edição da Web Summit, no início de novembro, ainda não tinha chegado. Um ano depois, orienta um Tottenham que está na frente da Premier League, que lidera o grupo da Liga Europa e que está nos quartos da Taça da Liga. Hoje, o treinador que ao longo de várias temporadas foi descrito como Special One descreve-se agora como o Experienced One. Tão experienced que deu a volta a um dos desafios que o futebol atual lhe colocava e que estava relacionado com a evolução dos tempos.

Mourinho recebe prémio de inovação no desporto durante a Web Summit

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.