Muitos anos depois, de acordo com o site especializado Transfermarkt, Lionel Messi deixou de ser o jogador mais valioso da Liga espanhola, encontrando-se agora atrás de João Félix e Jan Oblak. E muitos anos depois, a mesma publicação deixou de fora da equipa mais valiosa da atualidade o argentino e também Cristiano Ronaldo, colocando na frente de ataque Salah, Neymar e Mbappé. Será mesmo o fim de uma era? Que esse ponto está mais próximo, ninguém tem dúvidas até por uma questão de idade (33 anos). No entanto, todas as notícias desse “capítulo” foram mesmo exageradas. E este sábado, contra o Granada, o número 10 voltou a mostrar que é um dos melhores.

No terceiro encontro realizado no ano civil de 2021, o capitão do conjunto catalão voltou a bater mais alguns dos muitos registos individuais. Com o Huesca, onde fez a assistência para o único golo de Frenkie de Jong, chegou aos 500 jogos na Liga e 750 jogos pelo Barcelona, com um total de 451 golos e 185 assistências. Com o Athl. Bilbao, bisou pela segunda vez esta temporada. Agora, num encontro sempre complicado frente a um Granada de Rui Silva e Domingos Duarte (ambos titulares) que se continua a tentar intrometer na luta pelos lugares europeus, o argentino voltou a bisar e chegou aos 11 golos na Liga. Ou seja, e apesar do pior início desde que chegou à Catalunha, já chegou ao topo da lista dos melhores marcadores com quatro golos em 2021.

Em paralelo, e com mais dois golos, o número 10 tornou-se o primeiro jogador de sempre a marcar dez golos pelo menos em 15 temporadas consecutivas, sempre ao serviço do conjunto da Catalunha com quem termina contrato no final da temporada sem que existam novidades sobre uma possível renovação ou saída. E mais uma curiosidade: passou agora a ter mais golos de livre direto do que Ronaldo (48-47, 37 em jogos da Liga), sendo que antes cumpriu um “jejum” com 69 tentativas até voltar a marcar de bola parada que não grande penalidade.

Mas Messi não foi o único destaque naquela que foi uma das melhores exibições no Barcelona na presente época, com Griezmann a marcar também dois golos na goleada por 4-0 e a fazer ainda uma assistência para o capitão dos blaugrana de Ronald Koeman. Francisco Trincão, o outro português em ação no encontro, entrou aos 73′ para o lugar de Pedri, outra das figuras do ataque dos catalães a par do francês Ousmane Dembelé. Com a terceira vitória consecutiva na Liga, algo que ainda não tinha acontecido esta temporada, o Barça passa a somar 34 pontos, a quatro do líder Atl. Madrid mas com mais três jogos, depois de os colchoneros terem visto o jogo deste sábado frente ao Athl. Bilbao adiado devido à neve que caiu na capital espanhola ao longo do dia.