Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O padre católico português Heitor Antunes, sobre quem a diocese de Vila Real abriu em 2019 uma investigação por abusos de menores na sequência de uma reportagem do Observador sobre o caso, abandonou o sacerdócio com autorização do Papa Francisco, segundo confirmou esta sexta-feira ao Observador o bispo de Vila Real, D. António Augusto Azevedo.

“O caso que refere já está concluído porque a pessoa em questão pediu a redução ao estado laical que já foi concedida pelo Papa Francisco”, confirmou o bispo de Vila Real.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.