Foram revelados esta segunda-feira de manhã os nomeados para a 93.ª edição dos Óscares. Como habitual, os nomes e os títulos foram anunciados durante uma sessão transmitida online pelas plataformas digitais da Academia de Artes Cinematográficas dos Estados Unidos da América.

“Mank”, de David Fincher, lidera com dez nomeações, que incluem as categorias de Melhor Filme e Melhor Realização. Gary Oldman, que integra o elenco do filme sobre o guionista Herman J. Mankiewicz e a escrita de “Citizen Kane”, é candidato ao Óscar de Melhor Ator. Amanda Seyfried está nomeada para a categoria de Melhor Atriz Secundária também pela produção da Netflix.

Porém, se se repetir o que aconteceu nos Globos de Ouro no início de março, Fincher voltará para casa sem nenhuma estatueta dourada. O filme era também o que mais nomeações tinha para os prémios da Hollywood Foreign Press Association, mas acabou por não vencer em nenhuma categoria. Os Globos de Ouro de Melhor Filme e Melhor Realização foram para “Nomadland — Sobreviver na América”, de Chloé Zhao, e o de Melhor Ator para Chadwick Boseman, pela interpretação em “Ma Rainey: A Mãe do Blues”. Zhao foi a primeira asiática e a segunda mulher a vencer o Globo de Ouro de “Melhor Realização”, depois de Kathryn Bigelow, por “Estado de Guerra”, de 2008.

[O trailer de “Mank”:]

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Nomadland” é, de resto, um dos filmes com mais nomeações para os Óscares. A história de Fern, uma mulher de 60 anos que atravessa a América numa auto-caravana depois de ter perdido tudo na Grande Recessão, com Frances McDormand no papel principal, tem seis ao todo. São as mesmas que “Sound of Metal”, “Minari”, “O Pai” e “Judas and the Black Messiah”, também candidatos a “Melhor Filme”. De acordo com a Entertainment Weekly, este último fez história, ao tornar-se esta segunda-feira o primeiro filme nomeado para a categoria com uma equipa de produção (Shaka King, Charles D. King e Ryan Coogler) composta exclusivamente por negros.

Na categoria de Melhor Atriz, as nomeadas são, sem grandes surpresas, Viola Davis (“Ma Rainey: A Mãe do Blues”), Andra Day (“The United States vs. Billie Holiday”), Vanessa Kirby (“Pieces of a Woman”), Frances McDormand (“Nomadland”) e Carey Mulligan (“Uma Miúda com Potencial”). Riz Ahmed (“Sound of Metal”), Chadwick Boseman (“Ma Rainey: A Mãe do Blues”), Anthony Hopkins (“O Pai”), Gary Oldman (“Mank”) e Steven Yeun (“Minari”) são candidatos ao Óscar de Melhor Ator.

Ahmed é o primeiro muçulmano nomeado para a categoria e Yeun, mais conhecido pela participação na série “Walking Dead”, o primeiro norte-americano de origem coreana. Aos 83 anos, Hopkins é o ator mais velho nomeado para a categoria, segundo a Entertainment Weekly.

[O trailer de “Nomadland”, um dos fortes candidatos aos Óscares de 2021:]

Pela primeira vez, duas mulheres foram nomeadas para a categoria de Melhor Realização. Chloé Zhao e Emerald Fennell foram escolhidas por “Nomadland” e “Uma Miúda com Potencial”, respetivamente. As realizadoras vão competir pelo Óscar com Thomas Vinterberg (“Mais uma Rodada”), David Fincher (“Mank”) e Lee Isaac Chung (“Minari”).

O anúncio desta segunda-feira dos nomeados para a 93.ª cerimónia dos Óscares foi dividida em duas partes e foi conduzido pela atriz e produtora Priyanka Chopra Jonas e pelo cantor, compositor e ator Nick Jonas, aos quais coube revelar os nomeados às 23 categorias dos prémios de cinema a partir de Londres.

Este ano, a cerimónia de entrega acontece mais tarde do que habitual. No verão passado, a Academia anunciou que o evento, inicialmente previsto para 28 de fevereiro, seria adiado dois meses, para 25 de abril, devido à pandemia do novo coronavírus. O prazo de elegibilidade dos filmes, relacionado com a data de estreia nas salas de cinema norte-americanas, também foi alterado, estendendo-se até 28 de fevereiro, indo além do limite habitual de 31 de dezembro.

[Reveja aqui o anúncio dos nomeados para os Óscares:]

As alterações deveram-se ao impacto da Covid-19 na indústria cinematográfica global. A pandemia levou ao encerramento de salas de cinema, à suspensão de estreias de novos filmes e ao adiamento de produções cinematográficas. Dos filmes nomeados, “Minari”, “Nomadland — Sobreviver na América”, “Uma Miúda com Potencial”, “O Pai” e “Mais uma Rodada” ainda não estrearam em Portugal devido ao encerramento das salas de cinema durante o estado de emergência, mas têm distribuição assegurada.

Apesar destes atrasos e das restrições necessárias, a Academia insistiu sempre na realização de um evento presencial, num modelo o mais parecido possível com o habitual, ainda que numa data diferente da habitual.

E os nomeados são…

A lista completa de nomeados para a 93.ª cerimónia dos Óscares é a seguinte:

Melhor Filme

“O Pai”

“Judas and the Black Messiah”

“Mank”

“Minari”

“Nomadland — Sobreviver na América”

“Uma Miúda com Potencial”

“Sound of Metal”

“Os 7 de Chicago”

Melhor Atriz

Viola Davis, “Ma Rainey: A Mãe do Blues”

Andra Day, “The United States vs. Billie Holiday”

Vanessa Kirby, “Pieces of a Woman”

Frances McDormand, “Nomadland — Sobreviver na América”

Carey Mulligan, “Uma Miúda com Potencial”

Melhor Ator

Riz Ahmed, “Sound of Metal”

Chadwick Boseman, “Ma Rainey: A Mãe do Blues”

Anthony Hopkins, “O Pai”

Gary Oldman, “Mank”

Steven Yeun, “Minari”

Melhor Atriz Secundária

Maria Bakalova, “Borat, o Filme Seguinte…”

Glenn Close, “Lamento de uma América em Ruínas”

Olivia Colman, “O Pai”

Amanda Seyfried, “Mank”

Yuh-Jung Youn, “Minari”

Melhor Ator Secundário

Sacha Baron Cohen, “Os 7 de Chicago”

Daniel Kaluuya, “Judas and the Black Messiah”

Leslie Odom Jr., “One Night in Miami…”

Paul Raci, “Sound of Metal”

Lakeith Stanfield, “Judas and the Black Messiah”

Melhor Realização

Thomas Vinterberg, “Mais uma Rodada”

David Fincker, “Mank”

Lee Isaac Chung, “Minari”

Chloé Zhao, “Nomadland — Sobreviver na América”

Emerald Fennell, “Uma Miúda com Potencial”

Melhor Filme de Animação

“Bora Lá”

“Para Além da Lua”

“A Ovelha Choné, o Filme: A Quinta Contra-Ataca”

“Soul — Uma Aventura com Alma”

“Wolfwalkers”

Melhor Curta de Animação

“Burrow”

“Genius Loci”

“If Anything Happens I Love You”

“Opera”

“Yes-People”

Melhor Documentário

“Collective”

“Crip Camp: Uma Revolução na Inclusão”

“The Mole Agent”

“A Sabedoria do Polvo”

“Time”

Melhor Curta Documental

“Collette”

“A Concerto is a Conversation”

“Do Not Split”

“Hunger Ward”

“A Love Song for Latasha”

Melhor Curta-Metragem

“Feeling Through”

“The Letter Rom”

“The Present”

“Two Distant Strangers”

“White Eye”

Melhor Filme Internacional

“Mais uma Rodada” (Dinamarca)

“Better Days” (Hong Kong)

“Collective” (Roménia)

“The Man Who Sold His Skin” (Tunísia)

“Quo Vadis, Aida?” (Bósnia e Herzegovina)

Melhor Guarda Roupa

“Emma”

“Ma Rainey: A Mãe do Blues”

“Mank”

“Mulan”

“Pinocchio”

Melhor Banda Sonora

“Da 5 Bloods” (Terence Blanchard)

“Mank” (Trent Reznor e Atticus Rossa)

“Minari” (Emile Mosseri)

“Notícias do Mundo” (James Newton Howard)

“Soul — Uma Aventura com Alma” (Trent Reznor, Atticus Ross e Jon Batiste)

Melhor Canção

“Fight for You” (H.E.R., Dernst Emile II e Tiara Thomas), “Judas and the Black Messiah”

“Hear my Voice” (Daniel Pemberton e Celeste Waite), “Os 7 de Chicago”

“Husavik” (Savan Kotecha, Fat Max Gsus e Rickard Göransson), “Eurovision Song Contest: The Story of Fire Saga”

“Io Sì (Seen)” (Diane Warren e Laura Pausini), “The Life Ahead (La Vita Davanti a Se)”

“Speak Now” (Leslie Odom Jr. e Sadam Ashworth), “One Night in Miami…”

Melhor Argumento Original

“Judas and the Black Messiah”

“Minari”

“Uma Miúda com Potencial”

“Sound of Metal”

“Os 7 de Chicago”

Melhor Argumento Adaptado

“Borat, o Filme Seguinte…”

“O Pai”

“Nomadland — Sobreviver na América”

“One Night in Miami…”

“O Tigre Branco”

Melhor Caracterização

“Emma”

“Lamento de uma América em Ruínas”

“Ma Rainey: A Mãe do Blues”

“Mank”

“Pinocchio”

Melhor Fotografia

“Judas and the Black Messiah”

“Mank”

“Notícias do Mundo”

“Nomadland — Sobreviver na América”

“Os 7 de Chicago”

Melhor Montagem

“O Pai”

“Nomadland — Sobreviver na América”

“Uma Miúda com Potencial”

“Sound of Metal”

“Os 7 de Chicago”

Melhor Som

“Greyhound”

“Mank”

“Notícias do Mundo”

“Soul — Uma Aventura com Alma”

“Sound of Metal”

Melhor Design de Produção

“O Pai”

“Ma Rainey: A Mãe do Blues”

“Mank”

“Notícias do Mundo”

“Tenet”

Melhores Efeitos Especiais

“Love and Monsters”

“The Midnight Sky”

“Mulan”

“The One and Only Ivan”

“Tenet”