Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O casamento íntimo e secreto de Boris Johnson aconteceu no sábado passado e o vestido de noiva em marfim usado por Carrie Symonds esgotou em todos os tamanhos assim que começaram a surgir as primeiras fotografias da cerimónia. Criação de Christos Costarellos, cuja maison foi fundada em 1998, custa 2.870 libras (quase 3.400 euros) e está exclusivamente à venda na Net-A-Porter, muito embora se acredite, tal como assinala o Daily Mail, que a versão escolhida pela noiva de 33 anos tenha sido alugada por umas meras 45 libras (52 euros) através do serviço MyWardrobeHQ (também aqui encontra-se, de momento, indisponível) — Carrie é fã do mesmo, tendo por exemplo recorrido à plataforma de aluguer para a escolha do look que levou a Balmoral, em 2019, para um encontro com a rainha isabel II.

O vestido que cruza inspirações românticas com mediterrânicas e até um estilo boho foi desenhado pelo criador grego para a Net-A-Porter. Para a sua conceção foram utilizados padrões tradicionais gregos e materiais como tule, seda, rendas e até adornos de treliça, acrescenta a Vanitatis. Foi esta a criação com que a agora mulher do primeiro-ministro britânico subiu ao altar na Catedral de Westminster, em Londres, e com que foi fotografada numa pequena celebração familiar no jardim de Downing Street, residência oficial de Boris Jonhson.

Captura de ecrã da página My Wardrobe HQ (também aqui o vestido está indisponível)

Carrie Symonds, com quem o primeiro-ministro britânico tem um filho de um ano, optou por não usar um véu, escolhendo, ao invés, uma coroa de flores — com rosas brancas, margaridas e lírios do vale. Além disso, fotografias mostram Carrie descalça na receção feita no jardim de Downing Street. A noiva optou ainda por uma maquilhagem simples, ao natural, e usou o cabelo solto.

Já Boris Jonhson deixou-se fotografar a usar uma camisa branca conjugada com uma calças navy — para os momentos mais formais, o outfit escolhido foi um fato preto com camisa branca e gravata azul. O Daily Mail assinala ainda que o primeiro-ministro britânico não estaria a usar a respetiva aliança.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Este é o terceiro casamento de Boris Jonhson, sendo que o mesmo estava inicialmente previsto acontecer em 2022, ano para o qual o casal adiou agora a lua-de-mel. Boris e Carrie começaram a namorar em 2018 e ficaram noivos um ano depois. A cerimónia acabaria por ser adiada, como tantas outras, na sequência da pandemia global.