Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O visual do Windows 11, a próxima versão do sistema operativo da Microsoft que a empresa apresentará na próxima semana, foi revelado online. Como conta o The Verge, depois de as primeiras imagens do software terem aparecido na rede social chinesa Baidu Space, não tardou a que toda a interface do programa informática que irá suceder ao Windows 10 aparecesse online. Incluindo o som inicial.

[No Twitter, o editor do The Verge partilhou um vídeo no qual é possível ouvir aquele que será o som do próximo Windows]

Como refere o mesmo site de tecnologia, a maior mudança de visual acontecerá na barra de ferramentas. De acordo com as imagens, o próximo Windows vai deixar de ter os ícones alinhados no fundo inferior esquerdo do ecrã, passando a tê-los um pouco mais à direita, no centro. Além disso, o menu de apps vai também aparecer no meio do visor quando este estiver aberto. Mesmo assim, estas opções poderão ser alteradas para a esquerda para o sistema continuar igual ao Windows 10.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta não é a única alteração de visual. Apesar de o design da interface continuar a ter muitas semelhanças àquilo a que os utilizadores estão habituados no Windows 10, a barra de acesso ao menu iniciar também vai mudar. Nesta próxima versão, a Microsoft terá optado por tirar o acesso rápido a aplicações através das “Live Tiles”, os quadrados customizáveis de apps que surgem ao abrir este menu, tornando o acesso aos programas mais limpo (como já houve noutras versões passadas deste software).

[Um vídeo que mostra o Windows 11 a ser utilizado]

Outras das alterações de visual passa por arrendondar os cantos da janelas que são abertas. Atualmente, são retos. Contudo, e um pouco à semelhança daquilo que os utilizadores podem ver no sistema operativo da concorrência da Apple, o MacOS, passarão a ser arredondados.

Como é costume antes do lançamento de um novo sistema operativo, nada está confirmado até o mesmo ser lançado. O The Verge refere ainda que estas imagens divulgadas indiciam que a Microsoft pode voltar a disponibilizar nativamente neste sistema operativo os “Widgets” — ícones com imagens dinâmicas com a informação de um programa. Esta opção esteve disponível no Windows 8, mas foi retirada no Windows 10.

Uma das imagens daquele que será o novo Windows divulgadas no Baidu

Segundo as imagens reveladas, o visual do próximo Windows utiliza algumas características do Windows 10X, um sistema operativo que a Microsoft cancelou em maio e que iria ser direcionado para ser usado por computadores menos potentes.

O Windows continua a ser o sistema operativo para computadores mais utilizado em todo o mundo. O anúncio da versão que sucederá ao Windows 10 está marcado para 24 de junho, às 16h00 de Lisboa. A apresentação será feita por Satya Nadella, o presidente executivo da Microsoft.